31 janeiro 2007

Eleição da UPB chega ao final

Orlando Santiago (PFL) foi eleito presidente da UPB com 16 votos de diferença. Santiago obteve 179 votos contra 163 de Carlos Brasileiro (PT) e dois votos nulos.

O novo presidente da União dos Municípios da Bahia, prefeito de Santo Estêvão, foi empossado para o biênio 2007/2008, logo após a proclamação do resultado, por volta das 19h30.

Manobras do "carlismo" não funcionam e eleição segue normal na UPB

Após a Comissão Eleitoral da UPB indeferir na terça-feira, por unanimidade, a participação da chapa “Independência e Respeito”, do prefeito de Senhor do Bonfim, Carlos Brasileiro (PT), devido a existência de candidatos impedidos de concorrer, advogados entraram com recurso na Justiça para garantir a participação de Brasileiro na disputa.

Carlinhos já havia solicitado, formalmente e com antecedência, a relação dos impedidos, porém não foi atendido.

A Justiça foi favorável a Carlinhos e o pefelista Orlando Santiago que pretendia ser candidato único, agora terá que disputar no voto. De nada adiantaram as conhecidas artimanhas do cada vez mais decadente "carlismo"

Íres, prefeita de Várzea Nova (PP), vice na chapa de Carlos Brasileiro (PT) informou que haverá eleição para UPB hoje. A chapa conseguiu autorização judicial para substituir os cinco nomes dos prefeitos que não podiam ser candidatos.

Logo após, o prefeito de Senhor do Bonfim, Carlos Brasileiro (PT), confirmou que conseguiu uma liminar na Justiça garantindo a sua permanência como candidato ao cargo de presidente da UPB.

Os novos nomes que substituíram os impedidos foram Augusto Carvalho ( Castro Alves) Rita de Cássia Santos (Mortungaba), Edmundo Oliveira (Ibiquera) Joaci Dourado (Irecê) e Saloriton de Oliveira, prefeito de Pedro Alexandre.

A eleição para presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB) teve início às 11h, no CAB e corre em ritmo normal, com a disputa entre as chapas “Independência e Respeito”, do candidato Carlos Brasileiro e "UPB Independente", de Orlando Santiago.

Até às 15h, dos 385 prefeitos da Bahia habilitados a votar, 181 já compareceram.

O primeiro voto foi de Ires, vice na chapa “Independência e Respeito”. Sobre a composição de sua chapa, informou que os novos nomes não foram escolhidos de última hora. “Todos os nomes da chapa fazem parte de uma caminhada política. Os novos nomes fortalecem a chapa. Estamos confiantes na vitória”.

Devido ao atraso, a eleição está programada para terminar às 19:00h. A Comissão Eleitoral, informou que a apuração dos votos acontecerá em pouco tempo, talvez às 19h30m o resultado será divulgado.

O prefeito Carlos Brasileiro (PT), candidato à presidência da UPB votou por volta das 16h. Disse que a manobra que quase impediu a eleição não prejudicou a sua candidatura. “Felizmente a comissão eleitoral acatou a liminar que conseguimos e a eleição transcorre normalmente. Vamos fazer reformas estruturantes e de comportamento. A UPB precisa de autonomia e isenção”.

Chapa única para a Assembléia ainda não saiu

“Nós vamos insistir até o último momento na chapa única”, assim explicou o deputado Yulo Oiticica (PT), na noite de ontem.

Ontem (terça-feira) nada se decidiu. A união pode sair ou não. O PFL pretende marcar posição. Após intensas negociações no final da tarde de terça invadindo a noite, a tão sonhada chapa única não saiu.

Até o final das reuniões, ficou evidente que o bloco PP e PFL estava firme no bate-chapa. Mesmo o PR tendo defendido o consenso na composição da chapa, a disposição pelo bate-chapa é uma realidade concreta.

Após reunião de quase cinco horas, os partidos da oposição decidiram apoiar a candidatura do neopedetista Jurandy Oliveira, contra Marcelo Nilo. O deputado Paulo Azi informava, após a reunião, que as bancadas vão reivindicar ao líder do governo o direito de participar da Mesa com três cargos (para o PFL, PR e PP), de acordo com a proporcionalidade e com base no Regimento da Assembléia e na Constituição Estadual.

Houve momentos de tensão entre os deputados Elmar Nascimento (PR) e Tracísio Pimenta (PFL). A turma do "deixa disso" interveio para "desarmar os espíritos" e evitar que os dois chegassem "às vias de fato".

Amargosa está sendo reconhecida nacionalmente

Desde que assumiu o governo, o Prefeito Valmir Sampaio (PT), vem sendo reconhecido nacionalmente pelo trabalho desenvolvido. Já são três importantes prêmios conquistados pela Prefeitura Municipal, nas áreas de participação popular, saúde, educação e ações voltadas para jovens e crianças.

Hoje, Amargosa já conta com 10 conselhos que tem desempenhado um trabalho de destaque no município e foi graças a essa atuação que o Conselho Municipal de Saúde de Amargosa foi premiado no 1º Concurso Nacional de Experiências Bem Sucedidas em Controle Social no SUS.

Concorrendo com todos os estados e capitais do Brasil, Amargosa conseguiu ficar entre os cinco primeiros colocados, mostrando o importante papel que tem desempenhado no controle social e na participação popular, destacando-se no processo da manutenção da gestão plena de saúde.

Outro prêmio importante que o Prefeito de Amargosa ganhou foi o Selo Prefeito Amigo da Criança, da Fundação Abrinq. Em 2005 e 2006, o prefeito Valmir Sampaio, desenvolveu um grande trabalho para alcançar as metas estabelecidas pela ONU, que envolvem ações de responsabilidade da instância municipal.

O mais recente prêmio foi o Gestor Eficiente da Merenda Escolar, da Ação Fome Zero do Governo Federal. Dos 331 inscritos em 2005, apenas 22 municípios foram qualificados, estando o Prefeito Valmir Sampaio entre eles, graças aos esforços em garantir uma merenda de qualidade para os jovens e crianças das escolas Municipais.

Premiações como essas são reconhecimentos de um trabalho sério e competente que vem sendo implantado no município de Amargosa pelo Prefeito Valmir Sampaio, que sempre mostrou a sua preocupação em cuidar da vida das pessoas, principalmente da vida dos mais carentes.

30 janeiro 2007

UPB com apenas duas chapas

Depois das negociações de ontem, durante quase todo o dia, a prefeita de Várzea Nova, Íris Gomes (PP), desistiu da sua candidatura e aceitou a 1ª vice-presidência na chapa de Carlinhos Brasileiro (PT), prefeito de Senhor do Bonfim.

A eleição para a presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB) acontece amanhã, das 09 às 17h.

Chapa única é tendência na Assembléia

Apesar de resistências isoladas, tudo caminha para uma definição pacífica na reta final para a eleição da Mesa da Assembléia Legislativa, com a formação de chapa única, com os oito cargos divididos proporcionalmente entre as forças políticas representadas na Casa.

Seriam destinadas três vagas para os deputados da oposição que já decidiram apoiar a candidatura de Marcelo Nilo (PSDB).

A chapa de Nilo será anunciada hoje. O apoio do PL junto com o PP e PFL são dados como certos, mas Marcelo Nilo (PSDB) ainda não confirmou nada.

Valerioduto em Minas teve dinheiro público, conclui PF

A Polícia Federal (PF) deve encaminhar ao Supremo Tribunal Federal (STF) até amanhã o relatório com a conclusão de seu inquérito sobre o esquema de distribuição de recursos a partir de empresas do publicitário Marcos Valério para financiar a campanha de políticos ligados ao PSDB de Minas em 1998 - incluindo a do atual senador Eduardo Azeredo, ex-presidente do partido, que naquele ano tentou a reeleição ao governo mineiro.
Leia +

Estado aumentará número de hemocentros

Parceria com a Hemobrás prevê um maior aproveitamento e a qualificação dos plasmas
Medida visa melhorar a situação. Hoje, apenas 1% da população doa sangue

O governo estadual vai aumentar, ainda este ano, o número de hemocentros e núcleos de transfusão nos hospitais da Bahia. O objetivo, segundo a Secretaria da Saúde (Sesab), é elevar os índices de doação de sangue no estado. Pelos dados da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás), hoje, apenas 1% da população baiana doa sangue, abaixo do índice médio do país (1,8%) – que já é muito inferior ao ideal recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS): entre 3 a 5%.
Leia +

23 janeiro 2007

PT comemora 27 anos com reunião do DN, jantar e festa em Salvador

Depois de dar a volta por cima, reeleger o presidente Lula, aumentar o número de governadores e ser a legenda mais votada para a Câmara Federal, o PT começa agora os preparativos para celebrar seus 27 anos de fundação, dando início a um profundo processo de reflexão sobre o Brasil, o socialismo e o futuro do próprio partido.

O aniversário será comemorado nos dias 9 e 10 de fevereiro, em Salvador (BA), com uma série de atividades políticas e culturais.

A escolha da capital baiana é uma homenagem à expressiva vitória de Jaques Wagner na eleição para o governo do Estado, que pôs fim a décadas de domínio carlista e se transformou numa das mais importantes conquistas do partido nestas quase três décadas de existência.
Saiba mais e conheça a programação completa.

A difícil tarefa das relações institucionais

O KARMA DE RUI COSTA
Por Samuel Celestino, hoje, no "Muito Além da Notícia"

"A situação do secretário Rui Costa, da Articulação Política, é realmente difícil. E não se pode lançar a culpa sobre Rui.

A sua tarefa é das mais ingratas. Está a receber uma enxurrada de currículos, todos querendo cargos, de petista, sindicalistas e quejandos. Chegam com a sede de anteontem e aí surge o problema: é difícil conseguir lugar para todos, especialmente as posições pedidas.

Diante da situação, gera-se o mal-estar. Já aconteceu um fato assim no governo Waldir Pires. Quem recebia os currículos passou a ser entendido como satanás de pés redondos: não podia dizer “não”, não tinha como responder “sim” e o jeito era enrolar. Até hoje tal pessoa, de dimensão humana extraordinária, lembra-se daqueles tempos cruéis de ter que arranjar cargos onde não havia. É esse o karma do secretário Rui Costa. Pé de pato mangalô três vezes!"

22 janeiro 2007

PAC - Lula lança programa que terá corte de impostos e investimentos de R$ 503 bi


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou hoje o Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), que prevê corte de impostos e investimentos de R$ 503,9 bilhões até 2010 —incluindo recursos do governo federal, estatais e a iniciativa privada, com prioridade para a infra-estrutura.

Ao apresentar o plano, em Brasília, na presença de 25 governadores, Lula afirmou que o pacote vai permitir ao país crescer “de forma correta, porém mais acelerada” do que no seu primeiro governo. Leia +

Bahia receberá mais de R$ 8 milhões do Fundescola

A Bahia receberá, até junho, R$ 8.816.040 milhões para investir na construção de 21 escolas, adequação de 134 escolas de 49 municípios e gestão pedagógica. Os recursos são do Fundo de Fortalecimento da Escola (Fundescola). O assunto foi tratado nesta sexta-feira (19), durante reunião entre o diretor de Apoio a Projetos Especiais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Leopoldo Jorge Ramos, o secretário estadual da Educação, Adeum Sauer e membros das superintendências e coordenações da pasta.

A diretoria de Apoio a Projetos Especiais do FNDE também vai disponibilizar consultores para auxiliar os municípios baianos na execução dos recursos angariados através Fundescola, responsável por captar mais de 30% dos recursos disponibilizados pelo Fundo em 19 estados. A Bahia já recebeu mais de R$6 milhões do Fundo.

Dos recursos disponibilizados pelo Fundo, a maior parte é destinada aos municípios. Ainda assim, o secretário Adeum Sauer sinalizou ao representante do Ministério da Educação (MEC), Leopoldo Ramos, que durante sua gestão a secretaria estará engajada em fazer o possível para que a educação receba maiores investimentos e, conseqüentemente, consiga melhorar os índices.
“Estaremos engajados em consolidar esta parceria e ver até onde o Fundescola pode oferecer apoio adicional para execução dos recursos repassados não só na rede estadual, como em todos os municípios”, defendeu Sauer, reafirmando o compromisso de fortalecer a articulação com os municípios. Presente nos 417 municípios baianos e financiando ações em 289 deles, o Fundescola busca dar efetividade às políticas educacionais, tomando como eixo a gestão educacional de qualidade, enfocando o fortalecimento das escolas e das instituições responsáveis.

“O papel do Fundescola é melhorar o desempenho dos alunos do ensino fundamental nas regiões Norte, Nordeste e Centro-oeste, aumentando a eficácia e a eqüidade das escolas e dos sistemas educacionais”, explica Leopoldo Ramos.

A busca por uma melhor qualidade da educação é feita através de parceria nas políticas educacionais de cada município. Além de criar projetos, o Fundescola financia investimentos que abrangem desde a estrutura física aos projetos pedagógicos. Inicialmente são identificadas as necessidades do município e só então criado o projeto, testado e em seguida colocado em prática. “Quanto mais recursos recebermos melhor, pois poderemos pensar em novas propostas e metodologias pedagógicas para melhorar a qualidade da educação”, avalia Sauer.

Fonte: Agecom

18 janeiro 2007

Mesas permanentes de negociação com servidores

O novo governo do Estado está na sua terceira semana. Embora variando de secretário para secretário, comenta-se que uma avaliação completa da real situação financeira da máquina fique pronta daqui a umas cinco semanas.

A data-base para reajuste dos vencimentos dos servidores estaduais acontece agora em janeiro.

O governo quer conhecer a fundo suas contas estaduais e a concessão de aumento será analisada com prudência e cautela.

Entre servidores ativos, inativos e pensionistas, a folha atinge cerca de 255.000 pessoas e o secretário estadual da Administração, Manoel Vitório as Silva, quer estabelecer mesas permanentes de negociação com o funcionalismo.

Manoel Vitório explica que um minucioso estudo está sendo feito por sua equipe para saber exatamente o que há de demanda e especificidade em cada categoria. Cita também as exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal e suas limitações orçamentárias para conceder recomposições de salários.

Somente depois desse levantamento, explica, o governo senta para negociar. Trabalha-se para que a Federação dos Trabalhadores Públicos da Bahia (Fetrab) e outros sindicatos do funcionalismo entendam as dificuldades iniciais do governo.

16 janeiro 2007

Governo quer internet a preços populares

O governo federal está finalizando um acordo com a Abrafix (Associação Brasileira de Concessionárias de Serviço de Telefone Fixo Comutado) para integrar a parte de conexão à internet ao programa PC Conectado.

A informação foi dada nesta terça-feira (16) pelo assessor especial da Presidência da República José Luís Maio de Aquino, um dos responsáveis pelo programa.

A medida, segundo Aquino, visa facilitar o acesso da população de baixa renda à internet. O valor previsto para o acesso é de R$ 7,50. “Nós só estamos negociando com as operadoras se a quantidade de horas dentro desse valor vai ser dez ou 15 horas”, informou.

“Esse é um valor extremamente baixo. Representa uma economia de mais de 80%, comparando com o preço normal de acesso”.

O preço sugerido de R$ 7,50 se refere ao acesso na residência da pessoa por telefonia fixa. “Qualquer pessoa que tenha um telefone fixo vai poder ter acesso à internet”, disse.

De acordo com estatística da Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica) divulgada no ano passado, 64% das pessoas que adquiriram computadores no país, estavam comprando o equipamento pela primeira vez.

“A gente pode dizer que alguma coisa em torno de 600 mil novos computadores se destinaram para a população que nunca teve, a população de mais baixo poder aquisitivo”, disse.

Aquino reconhece, contudo, que para o total de pessoas que ainda não estão “incluídas digitalmente” no país, esse número ainda é reduzido.

O Programa Governo Eletrônico-Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac), do governo federal, que busca promover a inclusão digital no Brasil, coordenado pelo Ministério das Comunicações, pretende dobrar até o final deste ano os atuais 3,5 mil pontos de presença instalados em telecentros, onde as pessoas têm acesso gratuito à internet. A meta do governo é ligar digitalmente todos os 5.564 municípios do país.

Fonte: Agência Brasil

Wagner vai à Irecê lançar o Dia Estadual de Vacinação contra o Sarampo

O deputado estadual Zé das Virgens, PT, vai à Irecê, depois de muitas articulações políticas, em Salvador, acompanhado do Governador Jaques Wagner para lançar o “Dia Estadual de Vacinação contra o Sarampo”, na Unidade de Saúde da Família do Bairro de Vivendas em Irecê.

Estarão presentes na abertura: o Secretário de Saúde do Estado da Bahia, Jorge Solla, a Superintendente de Proteção à Saúde, Lorene Pinto, a Diretora do Laboratório Central, Rosane Will e a Diretora de Vigilância Epidemiológica, Alcina Andrade.

O surto de sarampo é o maior dos últimos seis anos, no Brasil. Estão confirmados, ao todo, 47 casos, número suficiente para o secretário de Saúde do Estado, Jorge Solla, declarar um quadro de epidemia.

O último caso de sarampo na Bahia havia sido registrado em 1999. No dia 16 de novembro de 2006, no entanto, houve dois registros de infecção no município de João Dourado, próximo à Irecê, que preocuparam as autoridades.

Para o deputado Zé das Virgens o “Dia estadual de vacinação contra o sarampo é extremamente importante para a Bahia, mais precisamente para a região de Irecê, já que neste dia o Governo pretende vacinar 1 milhão de pessoas em todo o Estado baiano e nas cidades que tiveram contaminação de sarampo será intensificado a vacinação durante uma semana”, conclui o parlamentar.

No próximo dia 20, todos as pessoas entre 12 e 39 anos, devem comparecer a um posto de saúde, portando a carteira de vacinação, para receberem a vacina Tríplice Viral (contra sarampo, caxumba e rubéola). Quem não puder ir ao posto no dia 20 poderá comparecer nos dias seguintes, ou mesmo antes. Os casos de suspeita de contaminação devem ser comunicados pelos profissionais de saúde ao Ministério da Saúde pelo telefone 0800 644 6645.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Deputado Zé das Virgens

13 janeiro 2007

Aniversário de 27 anos do PT em Salvador

A Comissão Executiva Nacional (CEN) divulgou resolução aprovada no último dia 12 sobre o 3º Congresso Nacional do PT, marcado para 6, 7 e 8 de julho de 2007.

O lançamento oficial do Congresso, segundo a resolução, acontecerá cinco meses antes, nos dias 9 e 10 de fevereiro, durante encontro do Diretório Nacional do partido em Salvador (BA). A data coincide com o aniversário de 27 anos do PT.

Devido à proximidade com o Carnaval (20 de fevereiro), a Comissão Executiva alerta os integrantes do DN que não deixem para a última hora as reservas de passagens e hospedagens.

Leia a íntegra da resolução, que aponta cronograma de trabalho para a realização do 3º Congresso no site do PT Nacional

12 janeiro 2007

O "colo do juiz" e a turma do Roberto Freire

Não somente o deputado e ex-ministro do Desenvolvimento Agrário de FHC, Raul Jungmann, responderá por seus atos perante a Justiça.

Acaba de cair no "colo de um juiz" um processo contra a juíza faladora, deputada Denise Frossard, do mesmo PPS do ex-comunista Roberto Freire.

O deputado reeleito Eduardo Cunha (PMDB/RJ) ingressou no Supremo Tribunal Federal (STF) com uma queixa-crime contra a deputada Denise Frossard (PPS/RJ), com base nos crimes de calúnia e difamação previstos nos artigos 20 e 21 da Lei de Imprensa (5.250/67).

O parlamentar alega que a deputada, durante o período em que disputou o governo do estado do Rio de Janeiro, o "acusou de ter causado rombo nas contas da CEDAE - Companhia de Águas e Esgoto do Rio de Janeiro e em seu fundo de pensão - PRECE Previdência Complementar".

A acusação teria ocorrido durante debate ao vivo na TV entre os candidatos Sérgio Cabral e Denise Frossard, às vésperas do segundo turno da eleição para o governo estadual. Segundo a ação, no debate a deputada teria perguntado ao então senador e candidato Sérgio Cabral, se ele faria uma auditoria na CEDAE e na PRECE durante a gestão de Eduardo Cunha, para apurar suposto rombo de R$ 300 milhões.

O deputado pede que o Supremo receba a queixa-crime para que a parlamentar responda a processo por crimes contra a honra com base na Lei de Imprensa.

Mais uma da turma do FHC

Procuradores da República entraram com uma ação na Justiça Federal contra o deputado e ex-ministro do Desenvolvimento Agrário de FHC, Raul Jungmann (PPS-PE) e outras oito pessoas.

O grupo estaria envolvido em um esquema de desvio de recursos públicos para pagamentos de contratos do INCRA.

Chefiado por Jungmann e pela jornalista Flávia Torreão, o esquema teria causado um rombo de R$ 33 milhões nos cofres públicos.

A denúncia feita ontem pelo Ministério Público contra o deputado acabou por prejudicar as articulações do "grupo dos 30" e suas pretensões sobre a presidência da Câmara do Deputados.

“As chances ficam aritmeticamente reduzidas”, segundo um deputado do PV-RJ.

Deputados afirmam que Jungmann perdeu a autoridade para criticar o PT. Jungmann negou qualquer envolvimento.

A Procuradoria acusa o deputado de envolvimento com um esquema de desvio de recursos do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) quando ele era ministro do Desenvolvimento Agrário no governo Fernando Henrique Cardoso.

Piso salarial nacional para os professores da educação básica em discussão

Começou por volta das 9h a 1ª Reunião da Câmara de Gestão do Fundo de Manuntenção de Desenvolvimento da Educação Báscia (Fundeb), com o ministro da Educação, Fernando Haddad. Entre os temas a serem debatidos estão a definição dos coeficientes do Fundeb e a Medida Provisória 339/06, que regulamentou o fundo.

Às 14 horas, Haddad se reúne com o grupo de trabalho, formado por representantes do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), que discute a criação de piso salarial nacional para professores que atuam na área de educação básica.

Fonte: Muito Além da Notícia

Equipe de governo renova fé e esperança em uma nova Bahia

Na sua primeira Lavagem do Bonfim como governador, Jaques Wagner estava em estado de graça. Desfilando ao lado da primeira-dama, Fátima Mendonça, e de vez em quando abraçado por um político, o governador sorria para a multidão - e era correspondido. Das sacadas e calçadas, ao longo do trajeto, os aplausos, as saudações e os gritos de apoio eram retribuídos por Wagner com vigorosos acenos. Não é ano eleitoral, mas uma estréia dessas no poder político produziu um cortejo muito especial. A atmosfera era diferente, a começar pela própria natureza.

Sob sol forte, típico do verão baiano, e num clima de festa e harmonia, a equipe de governo acompanhou Jaques Wagner nos 8,5 quilômetros que vai da Igreja da Conceição da Praia até o topo da Colina Sagrada, onde está a Igreja do Bonfim, um dos principais pontos turísticos da cidade. Num exemplo de democracia, deputados federais e estaduais, prefeitos e vereadores se misturavam ao povo, compartilhando o mesmo espaço e sentimento de mudança e de uma nova Bahia.

No Largo de Roma, um ato fora do programa. A administradora das Obras Sociais Irmã Dulce, Maria Rita Pontes, estava na porta e bateu um papo rápido com o governador. Ele saiu do cortejo e foi à grade de um ambulatório para dirigir um carinho aos doentes que estavam ali para ver a festa. Momento de pura emoção, que encantou nativos e turistas.

11 janeiro 2007

A marca do novo governo


Uma representação gráfica baseada nas cores da Bahia, que inaugura um novo momento e remete ao estandarte da Revolta dos Alfaiates. A marca do novo governo estadual será lançada hoje, na Lavagem do Bonfim, misturando o contemporâneo e as tradições históricas.

10 janeiro 2007

Marcelo Nilo é o candidato à presidência da ALBA

Após a reunião que durou um pouco mais de três horas entre o governador Wagner e a sua base parlamentar, ficou finalmente resolvido que o deputado Marcelo Nilo (PSDB) é o candidato do governo para presidir aquela Casa.

A eleição acontece no dia 2 de fevereiro. Entre os tucanos, Arthur Maia também vinha postulando a candidatura por entender que também representava a unidade do bloco governista. Essa unidade foi tratada várias vezes publicamente pelo governador.

Mestre em Direito, Maia tem se notabilizado como um grande articulador não só entre os governistas, mas também entre os oposicionistas.

O fato de a bancada do PT fechar questão a favor do nome de Nilo foi determinante para que Maia retirasse seu nome da peleja. Outro que também retirou o nome da disputa foi Edson Pimenta (PC do B). Coube ao seu colega de partido, Javier Alfaya anunciar o apoio ao tucano.

O deputado Roberto Carlos (PDT), outro postulante, também declarou o apoio a Marcelo Nilo. Um dos candidatos petistas, inclusive com o apoio do deputado federal Walter Pinheiro e do estadual Zilton Rocha, Zé das Virgens explicou logo após a reunião com Wagner que “Nilo é o candidato do PT e ele unifica todo o bloco governista”. Disse ainda que a tarefa é costurar uma chapa única, idéia, aliás, já admitida pelo deputado pefelista Gildásio Penedo.

Fonte: Muito Além da Notícia

Diretor-executivo da CAR toma posse

“Hoje as várias regiões têm relações díspares de economia, formas de qualidade de vida muito diferenciadas e alguns lugares com bolsões de pobreza ainda muito acentuados. É imprescindível uma política voltada para um equilíbrio maior desse desenvolvimento”, ressaltou Paulo Cezar Lisboa, ao tomar posse como novo diretor-executivo da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), na sala de reuniões da empresa, no Centro Administrativo da Bahia.

Durante a cerimônia, hoje (10), às 16 horas, ele também destacou a importância de trabalhar o Desenvolvimento Regional de modo mais harmônico e integrado na Bahia. Segundo Lisboa, essa é a finalidade central da Secretaria de Desenvolvimento e Integração Regional (Sedir), criada na administração do governador Jaques Wagner.

“A CAR passa a ser um órgão de execução dessa secretaria, se compatibilizando com o governo. Vamos ter que elaborar e pensar algumas ações regionais que possam ter um efeito mais urgente e rápido na melhoria da qualidade de vida das várias áreas da Bahia”, disse.

O diretor destacou ainda que, em sua gestão, trabalhará para que o Projeto de Desenvolvimento Comunitário das Áreas Mais Carentes do Estado da Bahia (Prodecar), seja rapidamente executado. O projeto prevê trabalhar com 32 municípios com os mais baixos Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) da Bahia e já possui recursos previstos através de um contrato firmado com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida).

“Queremos que ele seja imediatamente operacionalizado e que chegue até as comunidades, através do esforço conjunto das demais secretarias envolvidas, a exemplo das secretarias do Trabalho, da Saúde, da Educação, do Desenvolvimento Social e de outras, que já atuam com essa finalidade, reforçando mutuamente as ações, de forma que em pouco tempo possamos alterar positivamente os indicadores sociais dessas comunidades”, explicou.

Outro fator destacado pelo novo diretor, além de pensar o combate à pobreza rural através de uma política integrada, é a necessidade de permitir às comunidades atendidas pelos programas da CAR, uma maior capacidade de gestão própria. “Queremos reduzir as intermediações entre a CAR e as comunidades, fortalecendo sempre o desejo e capacidade de atuação delas”.

Nascido em Santa Maria da Vitória, Lisboa é mestre em Sociologia pela Ufba e professor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb). Foi assessor parlamentar e secretário do Gabinete Civil e de Comunicação da Prefeitura de Vitória da Conquista. Também exerceu, por 12 anos, o cargo de assessor do Centro de Estudos de Ação Social (Ceas), tendo desenvolvido pesquisas em várias áreas, especialmente relacionadas ao poder local e a questão agrária.

Fonte: Agecom

05 janeiro 2007

O mesmo de sempre

Na primeira coletiva à imprensa depois que seu partido foi derrotado pelo PT nas urnas, o senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) disse, ontem, não temer as auditorias que o governo Jaques Wagner pretende fazer em alguns órgãos a administração estadual.

Fonte: www.atarde.com.br

Prorrogado prazo para convocação dos novos professores do Estado

Portaria publicada hoje altera para o dia 22 deste mês a data limite para apresentação da documentação exigida

No total, 2.356 docentes assumirão os cargos na capital e no interior

O Governo do Estado prorrogou por mais 10 dias úteis, a contar da próxima terça-feira, o prazo da convocação para entrega de documentos de 2.356 professores aprovados no último concurso. Uma portaria conjunta das secretarias da Administração e da Educação, publicada nesta edição, altera para até o dia 22 a data limite para que os candidatos apresentem a documentação exigida.

Segundo o secretário da Administração, Manoel Vitório da Silva Filho, a convocação foi mantida pelo governador Jaques Wagner porque permitirá a substituição imediata de vagas ocupadas por contratos Reda. São 2.247 novos professores para o interior e 109 para Salvador.

Os convocados para a capital devem comparecer à sede da SEC, no antigo prédio do Iapseb (Sexta Avenida, CAB, 1º andar), entre as 14 e as 18h. Os candidatos do interior devem ir às sedes das Diretorias Regionais de Educação (Direcs).

"A primeira convocação saiu na última sexta-feira e muitos candidatos podem não ter tomado conhecimento do prazo estabelecido: até o dia 5. O importante nesse momento é garantir que todos os convocados tenham acesso às informações do edital de convocação e possam tomar as providências para sua apresentação", disse Manoel Vitório.

A portaria conjunta pode ser consultada também na internet, no Portal do Servidor (www.portaldo servidor.ba.gov.br).

O secretário da Educação, Adeum Sauer, explicou que o novo prazo não vai interferir na efetivação dos novos professores para o próximo período letivo. "O prazo estipulado nos dá a margem necessária para os próximos procedimentos de contratação dos novos professores, que poderão estar em sala de aula no início do ano letivo", declarou.

Ele alertou, no entanto, que não haverá novas prorrogações, "daí a necessidade dos convocados fazerem a entrega dos documentos, impreterivelmente, no novo prazo estipulado". Cumprida essa etapa, o candidato receberá um ofício de encaminhamento para a Junta Médica do Estado para a realização de exames.

O candidato convocado que ainda está se formando, ou que esteja em situação de trabalho que o impeça de assumir a vaga imediatamente, tem a opção de solicitar junto à Secretaria da Administração (Saeb) requerimento para ocupar a última posição na lista de classificação dentro das vagas previstas para cada cargo.

Documentação. Os convocados devem apresentar a seguinte documentação (com originais e fotocópias):
certificado de antecedentes criminais fornecido pela Secretaria da Segurança Pública em que o candidato morou nos últimos cinco anos;

carteira de identidade;
certidão de nascimento ou de casamento;
certificado de reservista ou equivalente (para o sexo masculino);
título de eleitor e comprovante de regularização com a Justiça Eleitoral;
diploma registrado de conclusão de curso superior de licenciatura plena específica para a disciplina a que concorreu ou certificado oficial comprobatório de conclusão, mais histórico escolar;
CPF;
PIS/Pasep (no caso de já ter trabalho);
número da conta corrente e agência do Bradesco localizada no município de opção do candidato;
último contracheque, caso possua vínculo com órgão público, e;
uma foto 3x4.

Participaram do concurso, que tem validade de dois anos, cerca de 23,3 mil candidatos, em todo o estado. As vagas para professor estão distribuídas em 11 disciplinas: Língua Estrangeira/Inglês, Língua Estrangeira/Francês, Língua Estrangeira/Espanhol, Matemática, Português, Educação Física, Biologia, Física, Química, Geografia e História.

04 janeiro 2007

Voluntárias tem nova presidente

Fátima Mendonça (foto) disse que vai apresentar nos próximos dias a nova proposta para dinamizar o trabalho da instituição e reduzir o abismo entre as classes sociais no estado.

"Vamos encarar esse novo desafio com força total e fazer o melhor. Nos próximos dias, apresentaremos a nova proposta da instituição para dinamizar o trabalho das Voluntárias Sociais". Essas foram as primeiras palavras da primeira-dama do estado, Fátima Mendonça, ao receber o cargo de presidente das Voluntárias Sociais da ex-primeira-dama Isabel Souto.

A solenidade aconteceu ontem, às 16h, na sala da presidência da instituição, no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

Num evento rápido de transmissão de cargo, a pedido da primeira-dama e da ex, foram apresentados a Ata da Reunião Extraordinária, contendo o balanço patrimonial da instituição e o saldo remanescente de R$ 7 mil em banco, e o Relatório de Atividade de 2006.

Vice-presidente e diretoria. Na oportunidade, foram também empossadas a vice-presidente das Voluntárias, Marizete Lisboa Fernandes Pereira, mulher do vice-governador Edmundo Pereira, e a nova diretoria, composta por Tânia Cristina Lessa Lima, como diretora operacional, e Paulo César Nougueira Fernandes, como diretor administrativo-financeiro.

Isabel Souto agradeceu pelo carinho e pela dedicação da sua equipe durante o governo passado e disse: "Procuramos fazer o melhor no que diz respeito ao atendimento àqueles que mais precisam do nosso serviço. Saio daqui em paz comigo e com minha consciência, pela sensação do dever cumprido".

Depois desejou à nova presidente sucesso "e que ela possa conduzir o trabalho das Voluntárias com muito amor e carinho em benefício do povo baiano".

Fátima Mendonça declarou que a intenção é diminuir o abismo entre as classes sociais no estado. "Espero poder contribuir nesse processo e melhorar a qualidade de vida dos baianos", explicou.

Cordialidade. A nova presidente destacou o respeito pela ex-presidente e a sua cordialidade todas as vezes que estiveram juntas, independente do momento político atual.

"Essa é a dinâmica da vida, as mudanças fazem parte. Entretanto, o mais importante desse processo foi que desde o primeiro momento da transição estamos trabalhando em conjunto. Isso facilitou muito", contou.

Wagner anuncia mais 14 nomes para equipe de governo

No anúncio, ontem, de mais 14 nomes para ocupar as presidências e diretorias de empresas ligadas à administração estadual, o governador Jaques Wagner reforçou a linha de trabalho proposta para os próximos quatro anos. "A orientação, desde o primeiro momento, é trabalhar em unidade. Temos planejamento de governo e unidade de gestão e de procedimento", afirmou.

Segundo Wagner, até amanhã, todos os presidentes, diretores e superintendentes de empresas e órgãos estatais já devem ter sido anunciados.

O novo titular da Superintendência de Estudos e Informações da Bahia (SEI) é o sociólogo José Geraldo dos Reis Santos, fundador do PT na Bahia. À frente da Superintendência de Recursos Hídricos (SRH) está o mestre em Direito Ambiental e especialista em Direito Administrativo Júlio César de Sá da Rocha.

A diretoria do Instituto Mauá fica com a pedagoga Emília da Costa de Almeida. Para a direção geral da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) foi anunciada a mestre em Ciências Sociais e doutora em Educação Dora Leal Rosa.

O novo presidente da Bahia Pesca é o doutor em Administração Pública Aderbal de Castro Meira Filho, pós-graduado em Irrigação e Drenagem e em Gestão Universitária e de Negócios.
A Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac) passa a ter como diretor-geral Walmir Mota de Carvalho, graduado em Teologia e Filosofia e pós-graduado em Gestão Empresarial.

Para o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac) foi anunciado como diretor-geral o mestre em Arquitetura Frederico Mendonça, que tem especialização em Gestão Ambiental e em Urbanismo e Ordenamento Territorial.

A direção geral da Fundação Pedro Calmon foi entregue a Ubiratan Castro de Araújo, mestre e doutor em História e bacharel em Direito.

A Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) passa a ter em sua direção geral Gisele Marchiori Nussbaumer, mestre em Ciências da Comunicação e doutora em Comunicação Contemporânea.

Pola Ribeiro, produtor e diretor de televisão, cinema e vídeo, é o novo diretor-geral do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb).

O mestre em Economia Davidson de Magalhães Santos é o novo presidente da Bahiagás. No Detran assume como diretor-geral o bacharel em Direito e especialista em Direito e Processo Civil Carlos Roberto Cláudio Brandão, oficial da Polícia Militar.

A economista Elizabete Maria Souto Wagner, mestre e doutora em Ciências Políticas, assume a diretoria geral do Centro de Recursos Ambientais (CRA).

O novo presidente da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA) é Emerson Leal, médico, ex-presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), ex prefeito de Livramento de Nossa Senhora.

Veja os nomes já anunciados
Veja o discurso de posse

02 janeiro 2007

No discurso de posse, Lula promete esforço para desenvolvimento econômico e social

Ao discursar no plenário do Congresso Nacional, onde tomou posse, o presidente reeleito Luiz Inácio Lula da Silva prometeu mais esforços para assegurar um crescimento econômico maior do que o obtido em seu primeiro mandato. Ele citou o pacote de medidas para "destravar" a economia, que deve ser anunciado ainda em janeiro. Também citou reformas necessárias, como a tributária, para complementar as mudanças.

"É necessário que este crescimento esteja inserido em uma visão estratégica de desenvolvimento que nosso país havia perdido. É preciso uma combinação ampla e equilibrada do investimento público e do investimento privado. Para lograr este equilíbrio, temos de desobstruir os gargalos e de romper as amarras que travam cada um destes setores. Isso significa ampliar e agilizar o investimento público, desonerar e incentivar o investimento privado", afirmou.

Lula também reconheceu que somente o investimento público não pode "garantir sozinho" o crescimento. "Porém, ele é decisivo para estimular e mesmo ordenar o investimento privado. Estas duas colunas, articuladas, são capazes de dar grande impulso a qualquer projeto de crescimento". O presidente também convocou parlamentares para discutir, em conjunto com o poder Executivo, as mudanças necessárias para avançar na reforma tributária.

"Serão desdobradas e complementadas ao longo de todo o mandato, incorporando, inclusive, reformas mais amplas que seguramente estarão na pauta desta Casa. Vamos: realinhar prioridades; otimizar recursos; aumentar fontes de financiamento; expandir projetos de infra-estrutura; aperfeiçoar o marco jurídico; e ampliar o diálogo sistemático com as instituições de controle e fiscalização para garantir a transparência dos projetos e agilizar sua execução", disse no Congresso.

O presidente ainda ressaltou que tem "claro" que nenhum país consegue firmar uma "política sólida" de crescimento se os juros forem mais altos do que a taxa média de retorno dos negócios. Na seqüência, Lula reafirmou que pretende expandir o crédito do país a uma meta de 50% do Produto Interno Bruto (PIB) até o ano de 2010. "Outro ponto vital é a implantação de vigorosas medidas de desburocratização, sobretudo as que facilitem o comércio exterior, a abertura e fechamento de empresas, além de levar adiante o aperfeiçoamento das legislações sanitária e ambiental."

Entre os convidados no Congresso Nacional, estiveram Henrique Meirelles, Márcio Thomaz Bastos, Celso Amorim, Márcio Fortes, Nilcéia Freire, Walfrido dos Mares Guia, Álvaro Ribeiro, Antonio Fernando de Souza, Marina Silva, Dilma Rousseff, Fernando Haddad e Waldir Pires.

Veja a íntegra do discurso.
Veja a galeria de imagens.

Secretários são empossados

O governador Jaques Wagner também empossou ontem 23 secretários, o chefe da Casa Militar do Governador e o procurador-geral do Estado. A solenidade foi realizada no hall de entrada do prédio da Governadoria, logo após a transmissão de cargo. A secretária da Justiça, Marília Muricy, não pôde comparecer à cerimônia por motivos pessoais e tomará posse hoje.

"Formamos um secretariado da melhor qualidade, que mistura competência com representatividade política e social para fazer o que a Bahia precisa. Vamos trabalhar de forma integrada com todos os secretários", disse o governador. Os novos titulares também falaram sobre o desafio que começam a enfrentar.

Leia o discurso de posse na Assembléia

Chefe-de-gabinete - Fernando Schmidt
"O governador Wagner tem dois compromissos: um com o desenvolvimento do estado aliado à inclusão social e outro é o de governar com liberdade e transparência."

Chefe da Casa Civil - Eva Maria Chiavon
"Venho para a Bahia contribuir com um governo da justiça social, da saúde e da educação. Essa nova estrutura vem para auxiliar nesse trabalho. Venho trazer a minha experiência na esfera federal para desenvolver esse projeto."

Secretário do Planejamento - Ronald Lobato
"Temos como missão integrar de forma mais radical o planejamento do orçamento. Promover a integração entre as secretarias para que a ação possa ser coordenada e o resultado sinergético. Com poucos recursos que temos queremos resultados melhores."

Secretário da Fazenda - Carlos Martins
"Espero que a Fazenda possa contribuir efetivamente para o tripé do governo, que é saúde, educação e geração de emprego e renda. Sanear as contas do Estado, incrementar receitas e reduzir custeios para atingir esses objetivos são ações fundamentais."

Secretário da Educação - Adeum Sauer
"Nossa meta é primeiro atender a toda a demanda de educação básica. Faremos uma grande mobilização em favor da alfabetização na Bahia, cujos índices de analfabetismo são muito altos."

Secretário da Saúde - Jorge Solla
"Pretendemos fazer uma série de investimentos para aumentar o acesso da população à área de saúde, reforçando os pólos regionais e estendendo políticas importantes fomentadas pelo governo federal para a maior parte da população."

Assessor-geral de Comunicação Social - Robinson Almeida
"Vamos democratizar as relações com os veículos de comunicação e todos os segmentos da sociedade. Vamos tornar a Agecom um órgão republicano, funcionando sem discriminação e favorecimento a quem quer que seja."

Secretário da Agricultura - Geraldo Simões
"A nossa orientação é trabalhar em conjunto com o governo federal tendo como prioridade o semi-árido, onde está o maior nível de pobreza do nosso estado, o sul da Bahia, que atravessa grandes dificuldades, e melhorar o nível de produtividade."

Secretário de Promoção da Igualdade - Luiz Alberto
"Vamos estabelecer um espaço de construção de políticas públicas voltadas para a população negra e para as mulheres. Temos o compromisso de enfrentar as desigualdades sociais, que na Bahia são determinadas pelas desigualdades raciais e de gênero."

Secretário de Combate à Pobreza - Valmir Assunção
"Temos estado onde a pobreza é uma realidade. Entendemos que vamos ter muito trabalho nos próximos anos, mas trabalharemos com a sociedade organizada para enfrentar esse problema."

Secretário da Segurança Pública - Paulo Bezerra
"Vamos fazer um plano de segurança que se adapte melhor às necessidades do povo baiano. Além disso, vamos estreitar as relações entre as polícias Civil, Militar e Federal."

Secretário de Desenvolvimento Urbano - Afonso Bandeira
"O novo modelo de desenvolvimento urbano vai se integrar ao modelo de integração regional. Vamos unir diversas secretarias em favor das pessoas mais carentes."

Secretaria do Trabalho, Emprego e Renda - Nilton Vasconcelos
"Os objetivos específicos da Setre se relacionam à otimização dos processos de qualificação e intermediação de mão-de-obra, aumentando a alocação de pessoas em vagas já disponíveis no mercado de trabalho."

Secretário do Turismo - Domingos Leonelli
"O turismo precisa corresponder a um dos três macroobjetivos estratégicos do governo Wagner, que é a geração de renda. O desafio de uma nova Secretaria do Turismo na Bahia é saltar da condição de referência reconhecida nacionalmente para um patamar ainda mais avançado."

Secretário de Relações Institucionais - Rui Costa
"A nossa pasta vai compor dentro da estrutura do governo um elo entre o Executivo, o Legislativo e o Judiciário, além da relação com as lideranças políticas regionais, sem qualquer tipo de descriminação."

Secretaria de Infra-estrutura - Antônio Batista Neves
"Pretendo recuperar o sistema de infra-estrutura de transporte, logística e expandir a distribuição de gás, a fim de prover o desenvolvimento socioeconômico da Bahia, com geração de trabalho, emprego e renda, visando sempre a preservação do meio ambiente."

Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração - Rafael Amoedo
"Lutaremos por uma inclusão cada vez maior no mercado formal daqueles que hoje vivem na informalidade. Fomentaremos a captação de indústrias de real valor e compromisso socioambiental, incentivando-as nos limites estritos de respeito ao parque já instalado."

Secretaria de Desenvolvimento e Integração Regional – Edmon Lucas
"Vamos atuar na implementação de políticas públicas transversais que levem o desenvolvimento a todas as regiões do estado. A luta para diminuir as desigualdades sociais, regionais e socioeconômicas da Bahia é uma das metas estabelecidas pelo governo Wagner."

Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação - Ildes Ferreira
"Sem conhecimento e sem tecnologia, não se faz desenvolvimento econômico nem mudança social. Vamos implementar o Parque Tecnológico da Bahia, ampliar as ações do programa de biocombustíveis e desenvolver a inclusão digital, entre outras ações."

Secretaria da Administração - Manoel Vitório
"Daremos ênfase ao papel da Saeb como promotora e difusora de políticas de tecnologia da informação, aquisição de bens e contratações, de modo a contribuir para o aprimoramento da gestão como um todo. Nossas ações serão pautadas pela transparência, valorização do servidor público e respeito ao cidadão."

Secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos - Juliano Matos
"A grande busca do nosso governo é tornar cada cidade baiana um local sustentável, principalmente com a preservação dos recursos naturais do estado."

Procurador-geral do Estado - Rui Moraes Cruz
"O objetivo é que a Procuradoria esteja afinada com o novo governo e fazendo com que ela esteja pautada pela legalidade e atendendo às políticas públicas."

Secretário da Cultura - Márcio Meireles
"A Bahia é um estado de grande diversidade cultural, mas carente de políticas públicas voltadas para o setor. Vamos mudar esse panorama, mostrando a cultura baiana como um todo."

Chefe da Casa Militar - coronel Expedito de Souza
"A determinação do governador é para que a Casa Militar se atenha às suas funções. Vamos auxiliar os secretários naquilo que eles necessitam e desempenhar a tarefa básica de aviação e segurança do governador."


"Minha equipe vai trabalhar unida e integrada. São pessoas qualificadas, comprometidas politicamente com este novo projeto que a nossa Bahia tanto espera e tanto precisa." (Wagner)

"O dia de hoje, que parecia um milagre inatingível, foi possível porque foi construído por cada um de nós. Foi construído pelo povo baiano. Assim como os negros dançavam capoeira para enganar os feitores, parece que o povo baiano dançou capoeira perante os institutos de pesquisa." Assim o governador Jaques Wagner destacou a força do povo na democracia. E na sua posse as manifestações populares de apoio foram novamente registradas.

01 janeiro 2007

Empossado, Wagner reafirma compromissos

O tripé educação, saúde e trabalho sustentará as ações do governo da Bahia nos próximos quatro anos. Foi o que prometeu Jaques Wagner em seu discurso de posse. Ele tomou posse na manhã de hoje em clima de muita emoção, que contagiou até o governador. Por várias vezes Wagner cerrou o punho sinalizando aos convidados a vitória da esquerda depois de 16 anos.

“Por anos a fio quem dominou a política na Bahia se preocupou muito em concentrar e pouco ou nada em repartir”, disse Wagner. Essa é a razão, segundo ele, que justifica o fato de a maior economia do Nordeste estar em vigésimo lugar em desenvolvimento social.

“Por que o estado que é o sexto mais rico do país é também um dos que tem o povo mais pobre? Por que um estado tão cheio de riquezas naturais e uma economia tão diversificada tem o segundo maior numero de analfabetos do país?”, indagou o governador, para em seguida prometer que nos próximos quatro anos vai trabalhar “cada minuto” para fazer o estado produzir e crescer, mas com igualdade.

Em vários momentos do discurso, Wagner comparou o momento atual da vitória da esquerda baiana às lutas de resistência travadas ao longo da história do estado, como a Batalha de Pirajá, contra os portugueses, considerada um marco da consolidação da Independência do Brasil e que na Bahia é festejada no dia 2 de julho, como a Independência da Bahia.

“No coração de todos nós hoje também é 2 de julho. Mostramos mais uma vez como fizemos a nossa independência que a Bahia é livre, a Bahia não tem dono, a Bahia é de todos nós”.

O discurso foi feito na Assembléia Legislativa do estado, na presença do presidente da Casa, Clóvis Ferraz. Na transmissão de cargo, que foi feita na Governadoria, o discurso na presença do governador Paulo Souto foi mais conciliador.

“Neste governo não haverá revanchismo, não haverá perseguição. Trabalharemos juntos pelo povo da Bahia”, disse o governador, após elogiar o seu antecessor pela “altivez” e pela tranquilidade com que conduziu o processo de transição, desde o resultado das urnas, em 3 de outubro até agora.

Após a cerimônia, Wagner desfilou em carro aberto e, no centro administrativo da Bahia, uma grande área ao ar livre, participou de uma cerimônia interreligiosa, seguida por shows de bandas baianas. Wagner seguiu para Brasília, para participar da posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Fonte: www.atarde.com.br

Wagner é empossado no Governo da Bahia

Em Sessão Especial e Solene, com a presença de políticos e autoridades da Bahia e do Brasil, o governador da Bahia Jaques Wagner (PT) e seu vice, Edmundo Pereira (PMDB) foram empossados hoje na Assembléia Legislativa da Bahia.

A Sessão foi conduzida pelo presidente da Casa Clóvis Ferraz (PFL) e a mesa foi composta pelo prefeito João Henrique, o senador João Durval, pelos ministros Valdir Pires e Jorge Hage, além do Arcebispo primaz do Brasil Dom Geraldo Magela.

Após a cerimônia, que teve início Às 9h, com a transmissão de cargo ocorrendo às 11h, Jaques Wagner, o vice Edmundo Pereira e o secretariado participaram de uma festa cívica na parte externa da Assembléia.

Enquanto Wagner passava em revista as tropas da Guarda de Honra da Polícia Militar, a multidão cantava a uma só voz: “adeus ACM, adeus Paulo Souto, que tudo se realize no ano que vai nascer”.

Wagner falou pela primeira vez como governador da Bahia. Em discurso emocionado, não faltaram aplausos e lágrimas dos presentes.

“Primeiro quero desejar feliz ano novo a todos! A Bahia é um Estado imenso, com dimensões de um grande país. A Bahia é um Estado de diversidade. Um povo doce, amigo e inteligente, que já provou ao longo de sua história que não se acomoda diante da injustiça e da opressão. Mas essa mesma Bahia, infelizmente, ainda vive o atraso de um modelo superado pela história. Isso vai mudar! O principal objetivo de meu governo é promover a igualdade de oportunidades para todos. E as base para alcançar tal objetivo são: educação, saúde e trabalho. Hoje se encerra um ciclo e se inicia, se Deus quiser, uma nova era na nossa história. A Bahia que todos nós sonhamos está nascendo. Quero para encerrar agradecer ao povo baiano. Como os escravos dançavam capoeira para enganar o feitor, os baianos dançaram capoeira para ludibriar os institutos de pesquisa. A Bahia é livre, a Bahia não tem dono, a Bahia é de todos nós”, disse Wagner, que foi eleito no primeiro turno, com mais de 60% dos votos, desbancando o oponente do PFL, Paulo Souto, e 16 anos de carlismo.