30 abril 2008

Promotora de Justiça denuncia ex-dirigentes da Bahiatursa

Alegando a prática de crimes contra a administração pública, a promotora de Justiça Mariângela Lordelo ofereceu denúncia contra Paulo Renato Dantas Gaudenzi, Cláudio Pinheiro Taboada e Guy Padilha Luz Filho, na Vara Criminal Especializada. A denúncia foi baseada em uma auditoria feita pelo Tribunal de Contas do Estado que apontou irregularidades na transferência de recursos da Bahiatursa entre os anos de 2003 e 2005, envolvendo recursos superiores a R$ 90 milhões.

À época, Gaudenzi ocupava o cargo de secretário da Cultura e Turismo Estadual; Taboada era diretor-presidente da Bahiatursa; e Guy era diretor também da Bahiatursa. Segundo a denúncia, recursos eram transferidos da Secretaria da Fazenda para a Bahiatursa que, por sua vez, os repassava para organizações não-governamentais e outras empresas, inclusive de publicidade.

Gaudenzi e Cláudio, conforme a denúncia, cometeram crimes contra a ordem tributária, previstos no Código Penal Brasileiro, crimes previstos na Lei de Licitações e Lei de Responsabilidade Fiscal. Guy foi acusado de cometer crimes previstos na Lei de Licitações.

Nenhum comentário: