25 maio 2008

Debate no PT de Salvador fortalece pré-candidatos a prefeito

Ao contrário do que esperavam as cassandras da mídia, o debate realizado nesta sexta-feira (23), na Faculdade de Arquitetura da UFBA, entre Nelson Pelegrino e Walter Pinheiro, transcorreu em tom positivo. O PT ganhou. Tudo dentro do figurino. Claques de militantes, slogans, perguntas diretas, respostas. Uma e outra estocada, dentro da tradição. Tanto Nelson Pelegrino quanto Walter Pinheiro se comprometeram a apoiar o vencedor das prévias.

Neste domingo (25), o PT de Salvador vai às urnas para decidir quem será o candidato a prefeito. Um mecanismo que nenhum outro partido político brasileiro tem. Fora o PT, no Brasil os partidos têm proprietários, na Bahia famílias comandam.

O debate deu transparência às críticas políticas trocadas pelos dois pré-candidatos. Em tom de comício, Pelegrino pregou a união partidária e fez críticas à administração de João Henrique, agora no PMDB e candidato à reeleição. Walter Pinheiro usou um tom mais amigável, politicamente correto e foi muito claro: “marcharemos juntos seja quem for o candidato escolhido nas prévias. Dizem que nós estamos nos digladiando, mas é do calor das discussões que nascem as melhores idéias”. Walter Pinheiro se concentrou em questões gerais e não externou críticas aos adversários.

A platéia inquiriu os pré-candidatos. Qual partido político do Brasil tem essa prática política de liberdade? A ex-presidente do PT de Salvador, Marta Rodrigues, puxava o coro: “Pelegrino, prefeito de verdade”. Mas era visível que a maioria era simpática a Walter Pinheiro.

Foi uma demonstração de vitalidade partidária.


Por Oldack Miranda/Everaldo de Jesus, do Bahia de Fato

Nenhum comentário: