13 maio 2008

Empresários portugueses devem investir R$ 3 bi na Bahia

Depois de já ter captado mais de R$ 2 bilhões em negócios com conglomerados empresariais portugueses, a exemplo dos grupos Reta Atlântico, Pestana e Vila Galé, a Bahia deve contar com mais R$ 3 bilhões de investimentos privados de Portugal, nos próximos três anos. As intenções de ampliação de negócios no estado foram confirmadas durante o II Seminário de Oportunidades de Negócios Bahia-Portugal, realizado nos dias 9 e 10 de maio, em Praia do Forte, no litoral norte baiano.

As áreas imobiliárias e de turismo são as que mais interessam os investidores portugueses, “embora também haja intenções em ampliar os negócios no comércio bilateral”, como ressaltou o presidente da Câmara Portuguesa de Comércio, Eduardo Salles. A entidade e o governo estadual, através do Centro Internacional de Negócios da Bahia (Promo), promoveram o evento que, nesta segunda edição, registrou um aumento de 30% no número de participantes, representando, no total, 185 empresas.

Nenhum comentário: