21 outubro 2008

Centrais sindicais entram na campanha de Pinheiro (PT)

Difícil imaginar a classe média riquinha de Salvador indo às ruas pedir voto para João Henrique (PMDB). No quesito militância, ganha o candidato do PT, Walter Pinheiro, que já conta com o reforço vindo de Camaçari, Lauro de Freitas, São Francisco do Conde e Vera Cruz. São mais de mil militantes.

Agora, um novo trunfo de Walter Pinheiro (PT) surge nas ruas. As centrais sindicais entraram na disputa. De um lado, cabos eleitorais pagos, fazendo campanha para João Henrique (PMDB). Do outro, militantes partidários e sindicalistas fazendo campanha para Pinheiro.

"Estamos na rua para mostrar a importância de se eleger um trabalhador", disse, ao jornal Estado de S. Paulo, o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) na Bahia, Martiniano José Santos Costa. Os militantes vão atuar, principalmente, no maior reduto eleitoral de João Henrique (PMDB) no primeiro turno, o Subúrbio Ferroviário - onde teve 48% dos votos -, e nos pontos onde Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM), terceiro colocado no primeiro turno, teve mais votação - os bairros nobres dos arredores da Graça e da Barra.

Nenhum comentário: