25 novembro 2009

Ex-diretor da Agerba é suspeito de cobrar propinas de empresas de ônibus

ex-diretor executivo da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), Antônio Lomanto Netto, e outros sete detidos foram soltos por habbeas corpus, na noite desta terça-feira, 24, em Salvador. Lomanto Netto havia sido preso durante a manhã junto com sete pessoas acusadas de formarem um esquema de corrupção dentro da Agerba.

Depois de detido pela polícia, Lomanto foi levado para prestar depoimento na sede do Centro de Operações Especiais (COE), no Aeroporto. Outras duas prisões aconteceram em Itabuna, a 429 km de Salvador, e envolveram dois representantes da Rota, firma que integra um conglomerado de empresas de ônibus como a Expresso Brasileiro e a Cidade Sol. Nela, foram detidos o diretor Paulo Carneto e a advogada Ana Luzia Velanes.

Também foram detidos o presidente da Associação das Empresas de Transporte Coletivos Rodoviário da Bahia, Dércio Barros, o advogado Carlos Eduardo Vilares Barral, os donos das empresas Planeta, José Antonio Marques Ribeiro, e da Catuense, Ana Penas Pinheiro. Além do diretor de qualidade da Agerba, Zilan da Costa e Silva.

A polícia afirma que todos estão ligados ao esquema de fraudes para concessão de linhas em empresas de transporte intermunicipais. Os dois presos em Itabuna foram encontrados pela polícia na sede da empresa, no bairro Santo Antônio, próximo da saída da cidade.

Foram recolhidas cinco CPUs de computador e caixas de documentos que serão trazidos para Salvador, onde está concentrada a investigação. Carneto e a advogada chegaram de helicóptero às 14h20 na base aérea de Salvador e foram encaminhados para depor no COE.

Propina – Lomanto, que comandou a Agerba por 32 meses até deixar o órgão em agosto de 2009, aparece nas investigações como o responsável por cobrar propinas dos empresários. Ele é acusado de corrupção ativa, enquanto os donos de empresas são classificados como corruptores.

Além dos sete mandados de prisão, foram cumpridos outros 10 mandados de busca e apreensão para recolher documentos e arquivos em computadores. Agentes do COE cumpriram os mandados em bairros nobres de Salvador, como Barra e Graça.

A Agerba é um órgão estadual, vinculado à Secretaria de Infra-estrutura do Estado. Foi criado em 19 de maio de 1998, com a responsabilidade de realizar atividades de regulação, concessão e fiscalização de serviços públicos como o transporte rodoviário intermunicipal, o ferry boat, a distribuição e venda de gás canalizado e os devidos trâmites com a rodovia pedagiada (BA-099), que faz a ligação Estrada do Coco – Linha Verde.

Nenhum comentário: