01 dezembro 2009

Arruda, único governador do DEM, pode ter destinado dinheiro para políticos de outros estados

Arruda ao alto comando do DEM que não pedirá desligamento do partido. Que é inocente. E que tem como provar.

Ele havia dito, por meio de um porta-voz no último sábado, que os R$ 50 mil com os quais aparece numa fita de vídeo serviriam para comprar panetones destinados a saciar a fome de pobres de Brasília.

Arruda afirmou durante a conversa de duas horas com o alto comando do DEM que uma parte do dinheiro arrecadado ilegalmente por seu ex-secretário de Relações Institucionais, Durval Barbosa, irrigou seções do partido em outros Estados e DEM sentiu-se emparedado. E se Arruda abrisse o bico e contasse que o dinheiro ajudou o partido fora de Brasília? Isso às vésperas de eleições seria devastador para o partido.

Há outros partidos, que têm cargos no governo Arruda, preocupados com o que ele possa dizer a seu respeito. O dinheiro também fluiu para esses partidos.

Nenhum comentário: