29 agosto 2010

Dilma deve eleger quatro governadores a mais que Serra no primeiro turno

Enquanto petista deve emplacar dez candidatos, tucano pode eleger seis

A subida da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, nas pesquisas de intenções de voto pode dar não só a ela, mas à maioria de seus candidatos a governador, uma vitória já no primeiro turno. Levantamento feito pelo R7 mostra que, dos 16 candidatos a governador com chances de vencer já no dia 3 de outubro, dez são apoiados pela petista, enquanto seis deles estão com o presidenciável do PSDB, José Serra.

Enquanto Dilma deve conseguir reeleger seis candidatos, Serra só vai emplacar uma reeleição: a de André Puccinelli (PMDB), no Mato Grosso do Sul. Já com a petista, devem se reeleger no primeiro turno Jaques Wagner (PT), na Bahia, Eduardo Campos (PSB), em Pernambuco, Cid Gomes (PSB), no Ceará, José Maranhão, na Paraíba, Marcelo Déda (PT), em Sergipe, e Roseana Sarney (PMDB), no Maranhão.

28 agosto 2010

IBOPE: Dilma sobe 8 pontos e vai a 51%. Serra perde 5 e despenca para 27%

Foi divulgada na manhã deste sábado (28), a pesquisa Ibope de intenção de voto, que aponta a candidata Dilma Rousseff (PT) na frente na corrida pela Presidência da República. A petista tem 51% das intenções de voto contra 27% do adversário José Serra (PSDB).De acordo com o Ibope, em terceiro lugar está Marina Silva (PV), com 7%. No levantamento anterior do Ibope, realizado dos dias 12 a 15 de agosto, Dilma tinha 43%, Serra, 32%, e Marina, 8%. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos para mais ou menos. Isso indica que Dilma pode ter entre 49% e 53% e Serra, entre 25% e 29%. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo".

27 agosto 2010

Wagner sobe 3 pontos e vai a 49%. Geddel fica em 12%

Foi divulgada na noite desta sexta-feira (27) a pesquisa Ibope de intenção de votos sobre a sucessão do Estado. Segundo o estudo, o governador Jaques Wagner (PT) seria reeleito no primeiro turno com 49% dos votos. O petista subiu três pontos com relação à pesquisa anterior do instituto. Paulo Souto (DEM) aparece em segundo com 18%, um ponto a menos que o estudo anterior. Geddel Vieira Lima (PMDB) teve um acréscimo de um ponto e está em terceiro com 12%. Luiz Bassuma (PV) teve 1% e os demais candidatos não foram lembrados.

26 agosto 2010

Lula critica uso político de ministérios

Em uma parte do seu discurso nesta quinta-feira (26) em Salvador, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um comentário que caberá na “carapuça” de alguns ex-ministros. Ao ressaltar o atual desenvolvimento do PAC, ele disse que, antes, a prioridade do ministro era com a sua região. A política de cada Ministério seguia uma opção preferencial do titular da pasta e não se pensava em toda a nação. “Era estrategicamente para pensar em sua próprias candidaturas”, cutucou o presidente.

Lula e Wagner vão resolver o problema dos barraqueiros de Salvador

O presidente Lula, em seu discurso no Palácio do Rio Branco nesta quinta-feira (26), após pedido do governador Wagner, assumiu o compromisso de mobilizar todo o governo federal em prol dos sofridos barraqueiros de Salvador. O líder alegou que da última vez em que veio à capital, e se deparou com o protesto, não sabia o que realmente se passava. Ele disse que fez com que o ministro da Articulação Política, Paulo Bernardes, convocasse para uma reunião já marcada para o dia 8 de setembro a Advocacia Geral da União, a Secretaria do Patrimônio Histórico, além de Alexandre Padilha (ministro das Relações Institucionais), para resolver o impasse. “Não vou deixar amigo na beira da estrada. Ou a gente vai fazer ou desengana e diz que não vai fazer logo. A verdade é dura mas tem que ser contada. Mentira é a pior coisa”, declarou. Lula continuou, desta vez em tom de brincadeira, ao dizer que quando terminar o mandato visitará as praias da Bahia e não quer ser admoestado pelos barraqueiros quando pedir uma cerveja gelada.

Geddel não consultou a Lula sobre candidatura

A coluna Painel do Jornal Folha de S. Paulo, na edição desta quinta-feira (26), anota: “Resposta de Lula a quem lhe perguntou sobre a pressão do PMDB de Geddel Vieira Lima para que o presidente não fosse a comício com Jaques Wagner (PT) na Bahia: "Quando o Geddel decidiu ser candidato, ele não perguntou o que eu achava. E palpite sobre onde vou só a Marisa dá".
O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) condenou o prefeito João Henrique ao pagamento de multa no valor de R$ 2,5 mil por ter contratado professores para o programa Telecurso 2000 de forma irregular, no exercício de 2008. O gestor pode recorrer da decisão, mas o termo de ocorrência diz que a pasta da Educação, à época, não apresentou aos membros da Corte o contrato formal, assim como o registro no Sistema de Acompanhamento de Pagamento de Pessoal (SAPPE). No total as despesas custaram aos cofres públicos o montante de R$ 216,9 mil. A prefeitura usou como argumento para esses contratos, a necessidade de continuar a prestação de serviços e a falta de professores concursados

Hoje, quatro poetas na Praça

22 agosto 2010

Aliados de Serra ameaçam jogar a toalha

A disparada da presidenciável Dilma Rousseff (PT) na pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (21) abalou aliados e dirigentes da campanha de José Serra (PSDB). O clima de desânimo marcou as reações dos tucanos, que agora dizem esperar um "fato novo" para levar a eleição ao segundo turno. "Isso impacta a gente. Não é fácil, mas só podemos desistir no último minuto", disse a senadora Marisa Serrano (PSDB-MS). "É ruim esperar o imponderável, mas precisamos lutar até o fim." O resultado ampliou a pressão por mudanças na propaganda eleitoral de Serra, que tem tentado colar sua imagem à de Lula. "A estratégia do bom-mocismo está errada", disse o senador Alvaro Dias (PSDB-PR), que defende uma linha mais agressiva na TV. "Oposição só substitui quem está no poder quando é crítica", endossa. O ex-prefeito do Rio Cesar Maia (DEM) defendeu que a oposição se concentre agora na disputa pelo Senado. "Queremos evitar que aconteça o que ocorreu na Venezuela", disse, referindo-se a um eventual governo Dilma com ampla maioria na Casa. Informações da Folha.

Quem viu propaganda de Dilma vota

A parcela da população que ainda não assistiu aos programas eleitorais na TV representa 66% do eleitorado e é formada, sobretudo, pelos menos escolarizados e pelos mais pobres, segmentos em que a candidata Dilma Rousseff (PT) se sai melhor, e, portanto, tem maior potencial de crescimento. Segundo pesquisa Datafolha realizada na sexta, a petista tem vantagem de 24 pontos sobre José Serra (PSDB) entre os 34% dos eleitores que viram a propaganda eleitoral gratuita – Dilma sobe para 53%, enquanto Serra tem 29% e Marina Silva, 11%. Essa diferença mostra a consolidação do potencial de transferência de Lula para sua candidata, com a associação direta entre os dois feita pela propaganda eleitoral. "Considerando o efeito dos primeiros dias de campanha na TV entre os eleitores que viram os programas, é razoável supor que Dilma tem potencial de crescimento entre os que ainda não viram", afirma Mauro Paulino, diretor-geral do Datafolha. Informações da Folha.

Programa de Wagner é destaque

O programa de TV de Jaques Wagner recebeu nove menções honrosas do maior site de vídeos do mundo, o YouTube. O programa, que foi ao ar na noite da última sexta (20), foi o vídeo melhor avaliado do dia na categoria Notícias e Política. Esse tipo de destaque, segundo sua equipe de comunicação, posiciona o programa de TV do governador entre os melhores do país e do mundo, reafirma o excelente trabalho de Jaques Wagner na Bahia e o empenho dos profissionais responsáveis pela sua campanha dentro e fora da internet.

21 agosto 2010

Datafolha: Dilma abre 17 pontos sobre Serra e venceria no 1º turno

Na primeira pesquisa Datafolha depois do início da propaganda eleitoral no rádio e na TV Dilma dobrou sua vantagem sobre Serra e seria eleita no primeiro turno se a eleição fosse hoje.

Segundo a pesquisa realizada ontem em todo o país, com 2.727 entrevistas, Dilma tem 47%, contra 30% de Serra. No levantamento anterior, feito entre os dias 9 e 12, a petista estava com 41% contra 33% do tucano.

A diferença de 8 pontos subiu para 17 pontos. Marina Silva (PV) oscilou negativamente um ponto e está com 9%. A margem de erro máxima do levantamento é de dois pontos percentuais.

Os outros candidatos não pontuaram. Os que votam em branco, nulo ou nenhum são 4% e os indecisos, 8%.

Nos votos válidos Dilma vai a 54%. Ou seja, teria acima de 50% e ganharia a disputa em 3 de outubro.

Os que viram o horário eleitoral alguma vez desde que começou, na terça-feira, são 34%. Entre os que assistiram a propaganda, Dilma tem 53% e Serra, 29%.

Nos primeiros programas, Dilma apostou na associação com Lula, que tem 77% de aprovação, segundo o último Datafolha.

A petista cresceu ou oscilou positivamente em todos os segmentos.

Dilma tinha 28% de intenção de voto entre os mais ricos e manteve esse percentual. Mas sua distância para Serra caiu porque o tucano recuou de 44% para 41% nesse grupo, que representa apenas 5% do eleitorado.

Já entre as mulheres, Dilma lidera pela primeira vez. Na semana anterior, havia empate entre ela e Serra, em 35%. Agora, a petista abriu 12 pontos de frente nesse grupo: 43% contra 31% de Serra.

Marina tinha 11% e está com 10% entre as mulheres. A verde continua estável desde março no Datafolha. Tem mostrado alguma reação só entre os mais ricos, faixa em que tinha 14% há um mês, foi a 17% e agora atingiu 20%.

A liderança de Dilma no eleitorado masculino é maior do que entre o feminino: tem 52% contra 30% de Serra. A candidata do PV tem 8%.

Outro número bom para Dilma é o empate técnico no Sul. Ela chegou a 38% contra 40% de Serra. Há um mês, ele vencia por 45% a 32%.

Serra não lidera de forma isolada em nenhuma região. No Sudeste, perde de 42% a 33%. No Norte/Centro-Oeste, Dilma tem 50%, e ele, 27%.

No Nordeste a petista teve uma alta de 11 pontos e foi a 60% contra 22% do tucano.

Houve também um distanciamento de Dilma na disputa de um eventual segundo turno. Se a eleição fosse hoje, ela teria 53% contra 39% de Serra. Há uma semana, ela tinha 49% e ele, 41%.

Na pesquisa espontânea, em que eleitores declaram voto sem ver lista de candidatos, Dilma foi de 26% para 31%. Serra foi de 16% a 17%.

16 agosto 2010

Serra desaba no Ibope - Dilma com 11% à frente vence no 1º turno

Dilma Rousseff (PT) aparece na frente na corrida pela Presidência da República, segundo pesquisa Ibope de intenção de voto divulgada nesta segunda (16).

Dilma (PT) está com 43% das intenções de voto contra 32% do adversário José Serra (PSDB).
De acordo com o Ibope, em terceiro lugar está Marina Silva (PV), com 8%. No levantamento anterior do Ibope, divulgado no último dia 6, Dilma tinha 39%, Serra, 32%, e Marina, 8%.

A margem de erro da pesquisa é de dois pontos para mais ou menos. Isso indica que Dilma pode ter entre 41% e 45% e Serra, entre 30% e 34%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo". O Ibope ouviu 2.506 eleitores com mais de 16 anos em 174 municípios de quinta-feira (12) a domingo (15). Está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 23548/2010.

Dos demais candidatos, Plínio de Arruda Sampaio (PSOL), Eymael (PSDC), Ivan Pinheiro (PCB), Levy Fidelix (PRTB), Plínio de Arruda Sampaio (PSOL), Rui Costa Pimenta (PCO) e Zé Maria (PSTU), nenhum alcançou 1% das intenções de voto.

Os eleitores que responderam que votarão em branco ou nulo somaram 7% e os que se disseram indecisos, 9%.

15 agosto 2010

Tucano com as barbas de molho

Polvo alemão acertou todas na Copa 2010 ao prever Espanha

A voz do povo é a voz de ...

Vem aí nova pesquisa Ibope

Não será surpresa se a pesquisa Ibope, a ser divulgada amanhã, 16.08, pelo Jornal Nacional, conferir a Dilma vantagem maior sobre Serra do que a auferida pelo Datafolha na sexta-feira, 13. Talvez 10 e não os 8 pontos apurados pelo Datafolha.

Tucano teimoso

O desempenho ruim de José Serra na última pesqusia de opinião do Datafolha revelou mais um fato. O tucano caiu mais exatamente onde mais esteve durante esta campanha. Desde que o esforço da eleição do ex-governador de São Paulo começou, já foram 13 visitas a Minas Gerais e 10 ao Rio de Janeiro. Como efeito contrário de suas viagens, respectivamente ele desceu 6% e 4% respectivamente nos dois locais. Apesar da constatação, Serra não dá sinais de que deixará de visitar estados e sua agenda nacional permanece ativa.

Dilma cresce nas capitais e ameaça ultrapassar Serra em São Paulo

A estratégia de José Serra (PSDB) de dedicar esforços no início de campanha na Bahia ainda não surgiu o efeito esperado. Mesmo com a realização de sua convenção na capital baiana, Salvador é cidade em que a petista Dilma Rousseff (PT) possui maior vantagem na disputa eleitoral. De acordo com a pesquisa Datafolha, a capital é onde o tucano tem seu pior índice (16%), ante os 48% de Dilma. É justamente a queda de Serra em seis das sete capitais onde o Datafolha realizou a última pesquisa ajuda a explicar a virada da petista na disputa pela Presidência. Os locais concentram 15% do eleitorado, ou 20,3 milhões de eleitores. Nos últimos 20 dias, o tucano passou a ter a dianteira ameaçada até em São Paulo, seu reduto eleitoral e onde o PSDB exerce forte influência na gestão municipal. Dilma subiu três pontos na capital paulista em relação ao levantamento anterior, ao passar de 34% para 37%. Ele oscilou um ponto positivamente, e agora tem 40%. Informações da Folha.

Definidos campeões do Zonal de Seabra dos Jogos Abertos

Em Seabra (BA), diante de um ginásio lotado e duas quadras cheias, foram conhecidos no domingo (15), os campeões de basquete, futsal, handebol e vôlei do zonal de Seabra, que representarão a região da Chapada Diamantina na grande final dos Jogos Abertos 2010, que será realizada entre os dias 12 e 15 de novembro em Vitória da Conquista. O evento é realizado pelo Estado, por meio da Superintendência dos Desportos da Bahia (Sudesb).

No basquete masculino e feminino, a delegação de Irecê levou a melhor, mas no handebol masculino e feminino foram as equipes de Lençóis que ficaram com os títulos. Já no vôlei masculino, a vitória foi de Itaberaba e no feminino as meninas de Presidente Dutra levantaram o troféu. No futsal masculino, foi a vez de Seabra subir ao lugar mais alto do pódio, enquanto no feminino, as atletas de Itaberaba foram as melhores.

A partida mais disputada foi a do basquete masculino. De um lado da arquibancada do Ginásio Municipal de Seabra, ouviam-se apenas os gritos da torcida de Irecê, mas do outro o incentivo era todo destinado a Lençóis. Apesar da festa proporcionada pela galera de Lençóis, o time de Irecê liderou toda a partida. Os atletas de Lençóis ainda encostaram no placar ao decorrer do terceiro quarto, deixando Irecê com apenas seis pontos de vantagem, mas não demorou para os atletas da “terra do feijão” ampliarem a diferença e levarem o título.

“Éramos fregueses de Lençóis nos Jogos Abertos, então esse ano, resolvemos treinar empenhados em reverter essa situação. Chegamos bem, vencemos todos os jogos do zonal e não poderíamos deixar barato para eles. Estamos muito felizes com esse feito; pretendemos fazer o mesmo em Vitória da Conquista, o que não será difícil porque já provamos que temos determinação suficiente para isso”, disse o capitão da equipe de Irecê, Evandro “Sabão”.

No basquete feminino, novamente, Irecê provou que sabe colocar a bola na cesta e derrotou Seabra por 21 a 12. No vôlei masculino, Itaberaba deu 2 a 0 no time de Ibititá. Apesar de Itaberaba ter perdido o título para Itabuna (que jogou em casa) durante a grande final realizada no ano passado, a equipe já foi campeã dos Jogos Abertos oito anos consecutivos.

“Nosso objetivo é voltar ao nosso posto de campeão estadual dos Jogos Abertos, não vamos abrir guarda na finalíssima, entraremos novamente para vencer”, disse o atleta de Itaberaba, Gleidson Anei. Já entre as garotas, Presidente Dutra venceu o Palmeiras por 2 sets a 0.

Se no vôlei foi fácil para alguns, pelo handebol as partidas foram acirradas. Mais uma vez a rivalidade entre os torcedores ficou por conta de Irecê e Lençóis. Dessa vez, os atletas de Lençóis levaram a melhor, que ganharam as duas categorias, provando a força da modalidade na região. “Disputo os Jogos Abertos há 17 anos, sempre entramos cheias de vontade de vencer. Treino é o nosso nome, estamos sempre nos preparando, tanto as meninas quanto os garotos se encontram na quadra de Lençóis diariamente, faça chuva ou faça sol, porque o segredo de ser campeão está na força de vontade, garra e determinação”, salientou a atleta de handebol de Lençóis, Viviane Andrade.

Apesar da derrota dupla sofrida por Irecê no handebol, havia uma atleta da “terra do feijão” sorrindo após o jogo. Daniele Lopes joga handebol há 25 anos e nesses Jogos Abertos dividiu a quadra com a filha de 14 anos, Talissa Oliveira. “Além da vitória, o mais importante dessa competição é a integração e sou feliz porque tenho esse fruto do esporte dentro de casa, hoje, durante a partida final. Um dos gols da minha filha saiu de um passe meu, e só de ver a felicidade nos olhos dela, já me considero vitoriosa, afinal, quantas mães gostariam de ter essa aproximação com os filhos adolescentes. Sem dúvidas, sou uma mulher feliz por isso”, afirma Daniela.

E ao lado da mãe, ouvindo atenta e emocionada, Talissa Dourado completou: “é muito bom ter a minha mãe jogando comigo, e o mais legal é quando as minhas colegas olham e argumentam ‘nossa... não acredito que ela é sua mãe’. Com certeza é um orgulho para mim, sendo que ela é a minha grande incentivadora”, ressaltou a jovem.

Outra modalidade que movimentou e sacudiu o ginásio de esportes foi o futsal. No feminino, Itaberaba goleou o Irecê por 5 a 1. As campeãs marcaram pressão e não deixaram as adversárias definirem passes e jogadas, dominando o jogo e dando um show no ginásio de esportes. “Agora, o segredo é só repetir tudo em Vitória da Conquista e levar mais um troféu, temos time pra isso”, disse, confiante, a jogadora de Itaberaba, Maria do Carmo. No futsal masculino, a vitória final foi de Seabra, que liderou a partida e venceu João Dourado por 4 a 3, garantindo a alegria da torcida.

Os campeões desse zonal seguirão para a fase final, juntamente com os vencedores dos outros quatro zonais que, neste ano, acontecem em: Juazeiro (12 a 15 de agosto), Eunápolis (4 a 7 de setembro), Caetité (4 a 7 de setembro) e Santo Antônio de Jesus (9 a 12 de outubro). A grande final estadual será realizada em Vitória da Conquista entre 12 e 15 de novembro, quando também serão incluídas na disputa, as modalidades de: atletismo, judô, tênis de mesa, natação, vôlei de praia e xadrez.

14 agosto 2010

Operador de caixa 2 tucano desaparece com 4 milhões I

O engenheiro Paulo Vieira de Souza, também conhecido como Paulo Preto ou Negão, desapareceu com cerca de R$ 4 milhões, não contabilizados, destinados à campanha presidencial de Serra, conforme declarações dos próprios tucanos à revista IstoÉ.

Dirigentes do PSDB disseram que o espertalhão é velho amigo do peito de Aloysio Nunes Ferreira, ex-secretário da Casa Civil de Serra e atual candidato do partido ao Senado, por São Paulo.

Operador de caixa 2 tucano desaparece com 4 milhões II

Quem é/foi Paulo Preto

Até abril, Paulo Preto ocupou posição estratégica na administração tucana do Estado de São Paulo. Ele atuou como diretor de engenharia da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), estatal paulista responsável por algumas das principais obras viárias do País, entre elas o Rodoanel, empreendimento de mais de R$ 5 bilhões, e a ampliação da marginal Tietê, orçada em R$ 1,5 bilhão – ambas verdadeiros cartões-postais das campanhas do partido. No caso do Rodoanel, segundo um dirigente do PSDB de São Paulo, cabia a Paulo Preto fazer o pagamento às empreiteiras, bem como coordenar as medições das obras, o que, por força de contrato, determina quanto a ser pago às construtoras e quando. No Diretório Estadual do partido, nove entre dez tucanos apontam a construção do eixo sul do Rodoanel como a principal fonte de receita de Paulo Preto. Outro político ligado ao Diretório Nacional do PSDB explica que a função do engenheiro na Dersa aproximou Paulo Preto de empreiteiras como Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez, OAS, Mendes Júnior, Carioca e Engevix.

Operador de caixa 2 tucano desaparece com 4 milhões III

Ligações com Aloysio Nunes, candidato ao Senado por SP

Um dos coordenadores das campanhas de Serra e de Geraldo Alckmin em 2006, afirma que o elo principal de Paulo Preto com o PSDB é Aloysio Nunes Ferreira, ex-secretário da Casa Civil de Serra e atual candidato do partido ao Senado por São Paulo. O próprio engenheiro confirma uma amizade de mais de 20 anos com Aloysio. De acordo com o PSDB paulista, desde 2008 Paulo Preto estava “passando o chapéu” visando ao financiamento da pré-candidatura de Aloysio ao governo do Estado. “Não fizemos nenhuma doação irregular, mas o engenheiro Paulo foi apresentado como o ‘interlocutor’ do Aloysio junto aos empresários”, disse à ISTOÉ o diretor de uma das empreiteiras responsáveis por obras de remoção de terras no eixo sul do Rodoanel. Geraldo Alckmin acabou se impondo e obtendo a legenda para disputar o governo estadual, mas até a convenção do partido, em junho, a candidatura de Aloysio era considerada uma forte alternativa tucana, pois contava com o apoio do então governador José Serra e da maioria dos secretários. O engenheiro, segundo um membro da Executiva Nacional do partido, agia às claras junto a empresários e a prefeitos do interior de São Paulo. Falastrão, contava vantagens aos companheiros e nos corredores do Palácio dos Bandeirantes.

Caravana de jovens pede votos para Emiliano no interior

Hoje, uma caravana formada por lideranças da juventude e movimentos estudantis partiu rumo a cidades do interior da Bahia para pedir votos e divulgar o trabalho do candidato a deputado federal Emiliano José (PT). Nesta primeira etapa, a caravana deverá passar pelos municípios de Cachoeira, Cruz das Almas e Amargosa para fazer panfletagens e debates temáticos com a juventude. Outras cidades a serem visitadas posteriormente serão Teixeira de Freitas, Eunápolis, Ipiaú, Santo Antônio de Jesus, Valença, Feira de Santana, Itaberaba, Seabra, Catu, Serrinha, Coité e Paulo Afonso. A previsão é que o grupo retorne no dia 27 deste mês. As atividades estarão sendo divulgadas pelo blog http://soujovemvoto1331.blogspot.com/

Waldir Pires vota em Emiliano 1331

Quero pedir licença às minhas amigas e meus amigos, companheiras e companheiros, de tantas lutas e de esperanças e sonhos que não morrem, jamais, e que, ao longo do tempo, ao contrário, até se vão fortalecendo na alma e na vontade política, experiente, endurecida, insistente, para dizer-lhes da escolha que farão para a composição da representação da Bahia, na Câmara dos Deputados, nestas próximas eleições de outubro.

Temos muita gente boa, disponível, na batalha eleitoral que se travará. A Câmara dos Deputados, como o Senado, são os dois núcleos do Poder Legislativo nacional, que terão papel decisivo, no êxito, ou não, da continuidade do instante nacional bonito, afirmativo, que estamos vivendo. Consolidar, avançar, aprofundar as conquistas democráticas que o governo do presidente Lula realiza em grau maior, e diferenciado, que qualquer outro governo no passado, para a inclusão crescente, na sociedade humana brasileira, das grandes maiorias do nosso povo, inclusão que é preciso seja a da cidadania real, consciente, participativa, reivindicativa. Isto é, as pessoas podendo comer, alimentar-se, morar, trabalhar, criar os filhos, dispondo de meios para educá-los e dotá-los de condições que lhes viabilizem as oportunidades da vida. Isto é, construir Democracia.

A Democracia já não pode mais ser uma utopia. Uma aspiração distante, frágil, visualizada no horizonte. Nem mais pode continuar, aos olhos do povo, mentirosa e enganadora, fria, porque restrita a regras formais, jurídicas, que não são aplicadas, na realidade cotidiana, pelos donos do poder. Liberdades e igualdades proclamadas, que não existem, salvo para os que têm dinheiro, porque estão incorporadas à Constituição, aos códigos, às leis, na sociedade real, que é, na verdade, de prática ainda excludente.

A Democracia é, hoje, uma idéia-força, motora, indispensável à construção das transformações sociais e da convivência humana, em paz. Proclamadora da dignidade da pessoa humana, que é o fim, e não o objeto, da sua inteligência criadora nas artes, na ciência, na tecnologia, a serviço da Humanidade.

O caminho, agora, aberto pelo governo do presidente Lula há de ser consolidado e avançará no governo de Dilma, candidata de Lula e nossa à presidência da República, com apoio de um Congresso que seja digno, honrado e ético.

Por isso, quero falar-lhes sobre a candidatura de Emiliano José a Deputado Federal, ao lado de diversos outros companheiros capazes. Conheço Emiliano e o observei e o vi agir e lutar desde minha volta à Bahia, em 1979, com a decretação da Anistia e a restauração dos meus direitos políticos cassados, na primeira lista da Ditadura, em abril de 1964.

Emiliano, ainda muito moço, era já conhecido e respeitado jornalista dos nossos jornais diários e dos que são do sul do País. Corajoso e intrépido combatente na luta contra a ditadura, preso durante quatro anos, torturado, tendo sofrido as brutalidades da ignomínia ditatorial, voltou à liberdade íntegro, na cabeça e no coração, no patriotismo e na visão aberta da sociedade justa e livre.

Professor universitário e doutor pela UFBA, trabalhador incansável. Bom escritor. Ajudou-me, no meu governo, quando exerceu o mandato de deputado estadual, como vereador de Salvador, novamente deputado estadual e, por último, durante um ano, como deputado federal, recentemente.

Emiliano tem uma excelente trajetória de vida e de trabalho, minhas amigas e meus amigos. Mas é, sobretudo, para mim, a confiança, no mérito e na retidão, de que teremos um grande representante da Bahia, no Parlamento Brasileiro, para a construção do Estado Democrático Brasileiro livre, justo e próspero, indispensável para a construção da sociedade democrática brasileira livre e justa.

Peço-lhe o voto para Emiliano 1331

Waldir Pires

Prefeito do PR declara apóio a Lídice e Pinheiro

Prefeito do PR declara apóio a Lídice e Pinheiro

Dilma passa Serra em Minas; tucano só lidera no Sul

Dilma Rousseff (PT) cresceu em todos o Estados pesquisados pelo Datafolha, passou José Serra (PSDB) em Minas Gerais e agora lidera nas regiões Nordeste e Sudeste। O tucano mantém a dianteira no Sul do país.

No levantamento anterior, feito de 20 a 23 de julho, o Sudeste estava dividido entre Dilma e Serra, com um Estado para cada um e Minas Gerais rachado entre os dois.
Agora, Dilma não só aumentou em dez pontos sua vantagem no Rio de Janeiro mas também é a mais votada entre os mineiros.

Dilma tem 41% das intenções de voto em Minas, contra 34% de Serra (estava 35% a 38%, respectivamente). O Estado é o segundo maior colégio eleitoral do país.

No Rio, terceiro colégio, onde Dilma tem 41% de intenção de voto, Serra aparece com 25% e já vê Marina Silva (PV) se aproximar, com 15%.

Em São Paulo, que concentra 30 milhões de eleitores (22% do eleitorado), Serra mantém a ponta, mas viu sua vantagem cair sete pontos.

O melhor desempenho de Dilma continua sendo em Pernambuco, onde ela também apresenta seu maior crescimento. A vantagem da petista sobre Serra entre os pernambucanos, que era de 15 pontos, agora é de 33. O Estado tem 6,3% do eleitorado.

O segundo maior crescimento de Dilma se deu na Bahia, quarto maior colégio eleitoral. A petista acrescentou 11 pontos à sua vantagem sobre Serra e agora tem 48% de intenção de voto entre os baianos, e o tucano, 26%.

Wagner continua subindo, diz Datafolha

Na mais recente pesquisa Datafolha, realizada de 9 a 12 e agosto, Wagner (PT) confirma a liderança com 45% das intenções de voto, frente ao concorrente Paulo Souto (DEM), que figura com 23%. O índice de Wagner é maior do que a soma de seus adversários, já que Geddel Vieira Lima (PMDB) vem em terceiro, com 10%, Bassuma (PV) tem 1%, e os demais candidatos não atingiram 1% cada। Na pesquisa anterior, Wagner tinha 44%, Paulo Souto, 23%, e Geddel, 13% Brancos e nulos somam 5%, e 14% dos entrevistados estão indecisos. A margem de erro é de três pontos percentuais.

13 agosto 2010

Tucano desaba no Datafolha

Pela primeira vez na pesquisa Datafolha, encomendada pela Rede Globo e pelo jornal Folha de São Paulo, Dilma lidera com 41% das intenções de voto e José Serra cai para 33%.

Os votos brancos ou nulos somaram 5%, enquanto 9% dos entrevistados disseram não saber em quem irão votar. Os demais candidatos à Presidência da República não chegaram a pontuar. Na pesquisa anterior, aplicada entre os dias 20 e 23 de julho, Dilma e Serra apresentaram um empate técnico, com 36% e 37%, respectivamente.

Em apenas 23 dias, Dilma deu uma guinada espetacular e, de acordo com o DataFolha, colocou oito pontos sobre José Serra. Está agora com 41% contra 33% de José Serra às vésperas do programa eleitoral, que começa na próxima terça feira.

Isso demonstra que o eleitorado gostou do desempenho da candidata tanto no debate da Band quanto na entrevista concedida no Jornal Nacional. O JN acabou de apresentar os resultados na noite desta sexta feira.

Pesquisas também foram realizadas em vários Estados para aferir as campanhas aos governos. É a primeira vez que Dilma lidera no DataFolha. Marina está com 10% e os demais candidatos não ultrapassam 1%. Com margem de erro de 2%, numa simulação de segundo turno, Dilma tem 49% contra 41%.

Governo Lula – Os 10.856 entrevistados também avaliaram o governo Lula. Para 77%, a atual gestão é boa ou ótima; 18% consideram regular e 4% ruim ou péssima.

As entrevistas foram feitas em 382 municípios brasileiros entre os dias 9 e 12 de agosto. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

06 agosto 2010

Dilma ultrapassa Serra no Rio Grande do Sul, diz Ibope

Tido como o último reduto tucano no País, ao menos onde José Serra (PSDB) ainda estava à frente de Dilma Rousseff (PT) na preferência para o cargo de Presidente da República, o Rio Grande do Sul mostra que o gaúcho está disposto a mudar seu voto।

Na mais recente pesquisa Ibope, encomendada pelo Grupo RBS, a petista está dois pontos à frente do tucano. Dilma foi citada por 42% dos entrevistados ante os 40% que preferiram Serra. No último levantamento, no início de julho, o tucano tinha 46% e a petista, 37%. Na pesquisa espontânea, Dilma também ultrapassa Serra. São 33% dos votos contra 31%.

Marina Silva (PV), que no levantamento de julho aparecia com 6%, perdeu um ponto, e está com 5%. Brancos e nulos se mantiveram em 3%, enquanto os indecisos subiram de 6% para 9%. Questionados sobre a escolha em um eventual segundo turno, 45% dos entrevistados disseram preferir Dilma, enquanto 44% apostariam em Serra.

Já para o governo do Estado, o ex-ministro da Justiça Tarso Genro permanece na liderança, com 37% dos votos, seguido pelo ex-prefeito de Porto Alegre José Fogaça, com 31% e da governadora gaúcha, Yeda Crusius, com 11%.

Comparando os atuais resultados com o do último levantamento, em julho, Tarso perdeu dois pontos, passando de 39% para 37%, enquanto Fogaça ganhou duas posições, saindo dos 29% e chegando aos 31%. Yeda é a candidata que perdeu mais em um mês: quatro pontos, de 15% para 11%.

O Ibope ouviu 812 eleitores entre 3 e 5 de agosto. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no TRE (35.561/2010) e no TSE (21.914/2010).

■Dilma consolida vantagem sobre Serra, mostra Ibope


Dilma se mantém na liderança com 39% das intenções de voto

Leia também:
>>Ibope: Wagner lidera com 46% das intenções de voto

Na pesquisa do Instituto Ibope divulgada nesta sexta-feira, 06, a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff (PT) se manteve na liderança com o mesmo percentual da rodada anterior, 39%. José Serra, candidato do PSDB, também manteve o índice de intenções de voto, com 34%. A candidata do PV, Marina Silva, subiu um ponto, atingindo a marca de 8%. Os demais candidatos não pontuaram.

Em um eventual segundo turno entre Dilma e Serra, a petista ganharia com 44% das intenções de voto. Serra obteve 39%. Os votos brancos ou nulos somaram 8% e os indecisos, 9%.

O Ibope ainda perguntou sobre o Governo Lula e 75% dos entrevistados consideraram a atual gestão boa ou ótima. Para 19%, o governo é regular e para 4% é ruim ou péssimo.

A pesquisa entrevistou 2.500 pessoas em 170 municípios entre os dias 2 e 5 de agosto. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

■Ibope: Wagner lidera com 46% das intenções de voto

Leia também:
Ibope: Dilma consolida vantagem sobre Serra
O Instituto Ibope divulgou nesta sexta-feira, 06, sua primeira pesquisa de intenção de voto para o Governo da Bahia. Assim como nas demais pesquisas feitas até agora, o governador e candidato a reeleição, Jaques Wagner, lidera nos resultados e ganharia a eleição no primeiro turno.

Com a pergunta "Se a eleição fosse hoje, em quem você votaria?", Jaques Wagner obteve 46% das intenções de voto. Paulo Souto, candidato do DEM, obteve 19% e Geddel Vieira Lima (PMDB), 11%. O candidato do PSTU, Carlos Nascimento alcançou 1% e os demais candidatos não pontuaram. Os votos brancos ou nulos somaram 9% e os indecisos 14%.

A diferença de Wagner e seus opositores é a maior registrada até agora. Proporcionalmente à subida do governador, Paulo Souto registra a maior queda e Geddel se mantém estável.

A pesquisa perguntou também em qual candidato os eleitores não votariam. O índice de rejeição é liderado por Paulo Souto, que somou 26%, seguido de Bassuma, que atingiu 20% de rejeição. Geddel Vieira Lima obteve 17%, Wagner 16% e Sandro Santa Bárbara (PCB), 15%; enquanto os candidatos Marcos Mendes (PSOL) e Carlos Nascimento (PSTU) atingiram 3% de rejeição. Para 22% dos entrevistados, se a eleição fosse hoje, eles não saberiam em quem votar e 15% responderam que votariam em todas as opções.

Avaliação - Para 15% dos entrevistados, a gestão de Jaques Wagner é considerada ótima. Já 38%, consideram a gestão do atual governador boa, 30% regular, 6% ruim, 4% péssima e 4% não souberam ou não quiseram responder. Ao comentar a pesquisa, Wagner afirmou que esta é a fotografia do momento e se disse feliz com o resultado. “Eu não me empolgo e não me abateria se o resultado fosse diferente. Continuarei trabalhando muito e fico feliz. Isto significa que a população está aprovando”, comemora.

Geddel afirmou que só terá algo para comentar quando começarem os debates e a propaganda eleitoral televisiva. “Quem está na frente comemora e quem está atrás trabalha para melhorar”, disse. Paulo Souto, que esteve no interior durante todo o dia, respondeu, por meio de sua assessoria, que o alto índice de indecisos aponta grande indefinição. “Nós realizamos uma pesquisa interna, não registrada, com 1.600 pessoas e Souto está em um patamar mais confortável”, garante o assessor João Paulo.

Bassuma, que não pontuou pela primeira vez, se mostrou surpreso com o resultado. “É uma pesquisa muito estranha, sem lógica, mas neste momento as pesquisas apontam o grau de conhecimento do eleitor com relação ao candidato. Não há ainda alguma definição”, argumenta.

Senado - Entre os candidatos ao Senado, César Borges (PR) lidera com 38% das intenções de voto, sendo seguido por Lídice da Mata (PSB), com 25%, e Walter Pinheiro (PT) com 23%. Brancos ou nulos somaram 19% e indecisos 48%.

Em nota divulgada pela assessoria da campanha da coligação "Pra Bahia seguir em frente" logo após o resultado da pesquisa Ibope, Lídice e Pinheiro afirmaram que seguem o padrão dos últimos institutos, com uma margem ainda grande de indecisos na intenção de votos ao Senado.

“É um bom patamar antes de começar o horário eleitoral, com um quadro de quase 50% de indecisos. Revela que cresceremos juntos, quanto maior for a assimilação da nossa campanha com o projeto de Lula, Dilma e Wagner. Agora, é levar a campanha de Pinheiro e Lídice para as ruas, essa é a pesquisa que vale, cair em campo”, afirmou Pinheiro.

Segundo Lídice, o governador Jaques Wagner tem uma posição consolidada, com mais votos que a soma dos concorrentes. “Por estarmos no mesmo time, acreditamos na minha vitória e na de Pinheiro. Temos uma tendência de crescimento e ainda nem entramos no programa eleitoral”, afirmou.

A pesquisa, registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 26769/2010, entrevistou 1.008 pessoas entre 3 e 5 de agosto. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Dilma vence primeiro debate na TV

Dilma firma compromisso com sonho dos brasileiros e se emociona ao falar do governo Lula

Compromissos com o Brasil

Educação
“Temos de pagar bem o professor e temos também de dar ao professor e à professora a oportunidade de uma formação continuada. Por isso, é tão importante ter uma visão integrada da educação: da creche à pós-graduação. Ampliar, como nós fizemos no nosso governo, as universidades. E formar, cada vez mais, melhores professores para que as nossas crianças e os nossos jovens, no ensino básico, tenham uma qualidade de ensino que transforme o Brasil numa potência desenvolvida e capaz de gerar cada vez melhores empregos.”

“Na área da educação, terei grande ênfase na educação profissional. Aliás, nós aumentamos enormemente as escolas técnicas. Passamos de 140, que recebemos, e já chegamos a criar mais 214.”

“Vou criar mais escolas técnicas e integrá-las ao ensino médio, e continuar interiorizando o ensino universitário. Vou construir 6 mil creches no Brasil. Essa é a proposta.”

Saúde
“Nós temos que completar o Sistema Único de Saúde. Para isso, as Unidades de Atendimento 24 horas são essenciais, porque a população precisa ter para onde ir, no caso de uma urgência ou emergência. Eu irei expandir e criar 500 UPAS. Ao mesmo tempo, eu acredito na importância fundamental de ampliar cada vez mais o Brasil Sorridente, que é levar pelo SUS o tratamento dentário. Também ampliar e universalizar o SAMU.”

“Uma questão fundamental é o tratamento da mulher e da criança, antes do nascimento até um ano de vida. Daí nós estamos falando de uma Rede Cegonha, que integraria o atendimento à criança ao atendimento da mãe.”

Segurança pública
“Nós iremos apostar nisso que está dando muito certo, que são as unidades de polícia pacificadora, já implantadas no Rio de Janeiro e responsáveis em transformar territórios de guerra em territórios de paz, usando dois mecanismos: a autoridade de um lado e também os investimentos em infraestrutura, habitação e na mobilização comunitária.”

Combate ao crack
“A gente tem que reagir com autoridade, principalmente o monitoramento das nossas fronteiras.”

“Temos que dar apoio através de tratamentos especializados, utilizando também as comunidades terapêuticas, que podem vir da sociedade civil, das igrejas, desde que acompanhadas pelo ministério, e com os protocolos estabelecidos.”

“Eu acho que essa questão do crack é essencial pra gente preservar a família e proteger os jovens do crime e da violência.”

Emprego
“Foi anunciado hoje que nós chegamos a 14 milhões de empregos com carteira assinada. Em plena crise, criamos 1 milhão e 770 mil empregos. Tiramos 24 milhões de pessoas da pobreza, elevamos 31 milhões à condição de classe média. Só fizemos isso porque fizemos fortes programas de inclusão social, como o Bolsa Família, mas também (programas) de investimento.”

Indústria Naval
“É importante sinalizar que a indústria naval estava morrendo e hoje contrata. Não se pode importar plataforma, sonda e navios de Cingapura e da Coreia. As famílias brasileiras, antes, não tinham emprego, mas hoje o Brasil consegue gerar 14 milhões de empregos com carteira assinada. É óbvio que, se fizer política pública, o país responde.”

Luz para Todos
“É completamente diferente o Programa Luz Para Todos do Luz no Campo. Porque no Luz no Campo exigiam que quem fosse beneficiário do programa, ou seja, o agricultor que não tinha dinheiro sequer para colocar luz na sua casa, pagasse por isso. E por isso só conseguiram, em 8 anos, 500 mil ligações. Quando nós chegamos, o déficit era de 2 milhões. Agora, o Luz Para Todos está atingindo 2 milhões (de ligações).”

Governo Lula
“Nos últimos anos, eu tive a honra de coordenar a equipe de ministros do presidente Lula. Esta foi a experiência mais vigorosa e importante da minha vida. Primeiro, porque conviver com a generosidade e a inteligência política do presidente Lula me deu uma experiência única e foi também a realização dos sonhos de muitas gerações. Segundo, porque quebramos todas as barreiras que muitos acreditavam intransponíveis.”

“O nosso governo devolveu ao país a auto-estima e a certeza de que nós temos sim um futuro e nós podemos sim ser um país desenvolvido.”

“Conquistamos muita coisa. E temos muito ainda que conquistar. Eu tenho o compromisso com a erradicação da miséria e da pobreza.”

Eleição presidencial
“O que me move não é um projeto pessoal, mas a realização dos sonhos de milhões de brasileiros.”

Dilma 10 pontos à frente do tucano

A candidata da coligação Para o Brasil Seguir Mudando subiu quase seis pontos percentuais na mais recente pesquisa CNT/Sensus, divulgada hoje. Dilma Rousseff passou de 35,7%, em maio, para 41,6% em agosto nas intenções de voto de primeiro turno. Enquanto isso, José Serra (PSDB) caiu de 33,2% para 31,6%. Já Marina Silva (PV) está com 8,5%.

O Instituto Sensus realizou duas mil entrevistas, em 136 municípios brasileiros de 24 estados, nas cinco regiões brasileiras, no período de 31 de julho a 2 de agosto. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

Na pesquisa espontânea para o primeiro turno, na qual não são apresentados nomes dos candidatos, Dilma lidera com 30,4%, à frente de Serra (20,2%) e Marina (5%). Logo, Dilma está 10 pontos à frente, em ambas pesquisas (estimulada e esponânea).

Eleitor rejeita baixaria
“Dilma vêm crescendo, carregada pelo apoio do presidente Lula. A queda de José Serra é devido ao excesso de críticas. De forma geral, o eleitor não gosta de críticas”, aponta o presidente da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), Clésio Andrade.

Neste mesmo sentido, o cientista político Ricardo Guedes, do Sensus, contou que nos grupos de discussão realizados em todas as regiões brasileiras, uma pergunta é freqüente: “Como um candidato pode criminalizar o outro se ele está fazendo bem para a população?”. Ou seja, a estratégia de ataques do PSDB contra o PT não teve o efeito esperado.

Segundo turno
De acordo com a pesquisa, Dilma venceria com 48,3% no segundo turno, e José Serra ficaria com 36,6%, Em caso de segundo turno contra Marina Silva, Dilma venceria por 55,7% a 23,3%.

Em maio, Dilma era a única candidata de 26,6% dos pesquisados. Já em agosto, 34,6% anunciaram que a única candidata em que podem votar é Dilma. Além disso, 47,1% dos pesquisados afirmaram que Dilma ganhará, mesmo que não votem nela. Serra fica com 30%e Marina com 2,2%.

Também cresceu o número de pessoas que avaliam como “ótimo” o Governo Lula de 34,9% em maio para 38,9% em agosto. 77,5% dos pesquisados avalia o Governo Lula como positivo.

Antropólogo Ordep Serra declara voto para Emiliano

O antropólogo, pesquisador e professor da Universidade Federal da Bahia (UFBA) Ordep José Trindade Serra declarou voto em Emiliano deputado federal 1331 em vídeo disponível no Youtube. Nascido em Cachoeira (BA), Ordep é graduado em Letras pela Universidade de Brasília (UNB), mestre em Antropologia Social pela UNB e doutor em Antropologia pela Universidade de São Paulo (USP). É considerado um dos maiores intelectuais da Bahia.

"Há muito tempo venho votando nele. Apoio sempre Emiliano porque ele é um homem que tem lutado desde muito pela democracia no Brasil. Combateu a ditadura assim como eu combati. E tem sérios e importantes serviços prestados ao Brasil. Além do mais é uma pessoa que realmente se interessa por questões sociais. E quem está combatendo as desigualdades tem o meu apoio. É o caso de Emiliano", disse Ordep Serra no vídeo.

ASSISTA AO VÍDEO