02 outubro 2010

Datafolha: Wagner deve se reeleger com 58% dos votos válidos

Na última pesquisa Datafolha reafirma vitória de Wagner com margem maior
O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), 59, estaria eleito hoje, com 58% dos votos válidos.

Ele oscilou positivamente um ponto em relação à pesquisa anterior, feita no início da semana.

O segundo, o ex-governador Paulo Souto (DEM), 66, manteve os 21% dos votos válidos. Geddel Vieira Lima (PMDB) oscilou negativamente um ponto e ficou com 16% dos válidos.

Bassuma (PV) aparece em quarto lugar, com 3% dos votos válidos, seguido por Marcos Mendes (PSOL) e Professor Carlos (PSTU), com 1% cada um. Sandro Santa Bárbara (PCB) foi citado, mas não alcançou 1%.

Na contagem dos votos válidos, brancos e nulos são descartados. O Tribunal Superior Eleitoral divulga os resultados em relação aos votos válidos.

Segundo o Datafolha, 4% dos entrevistados disseram que vão votar em branco ou anular o voto, e 7% afirmaram que não sabem em quem vão votar para o governo da Bahia.

O Datafolha fez 1.715 entrevistas com eleitores com 16 ou mais em 49 municípios da Bahia.

Esta pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número 44.113/2010, e no Tribunal Superior Eleitoral com o número 33.482/2010.


Para o Senado Lídice e Pinheiro mantêm-se na liderança
Na Bahia, a luta pelo Senado chega ao dia da eleição indefinida, com empate entre os favoritos. Segundo o Datafolha, três pontos percentuais separam os três candidatos na ponta da disputa.


Lídice (PSB) aparece com 25% dos votos válidos no Estado, seguida por Walter Pinheiro (PT), com 23%, e César Borges (PR), com 22%.

A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Foram ouvidos 1.715 eleitores em 49 cidades, ontem e hoje.


O candidato mais próximo do trio é José Ronaldo (DEM), com 9%. Seu companheiro de partido Aleluia tem 8%. Edvaldo Brito (PTB) soma 7% dos votos válidos.

Edson Duarte (PV) surge com 3%. Zilmar e França, candidatos do PSOL, têm 1% cada. Albione (PSTU) não chega a 1% das intenções de votos no Estado.


Na pesquisa, 26% dos eleitores mencionaram corretamente os números de seus candidatos, enquanto 60% não sabiam os números certos. Um fator decisivo para definição em favor de Lídice e Pinheiro.

Dos eleitores de Lídice, 31% sabem o seu número. O índice é de 30% no caso de Pinheiro. No entanto, apenas 18% dos eleitores de Borges citaram corretamente o número do candidato.

Na pesquisa anterior, de 28 de setembro, Lídice e Borges tinham 25% dos votos válidos. Pinheiro surgia logo atrás, com 22%.

A pesquisa está registrada no TRE com o número 44113/2010 e no TSE com o número 33482/2010.

Nenhum comentário: