20 novembro 2013

A consciência negra é a continuação do legado de zumbi

Zumbi dos Palmares 
Para pensar sobre o dia nacional da consciência negra em nosso país essencialmente é necessário reportar algumas datas e fatos fundamentais históricas do Brasil. Exemplos: o ano de 1665, quando nasceu o herói Zumbir dos Palmares na famosa Serra da Barriga; localizada no município de União dos Palmares no Estado de Alagoas.

O dia 06/02/1694 quando as tropas imperiais sobre o comando do bandeirante Domingo Jorge Velho, que arrasou covardemente o quilombo dos palmares em combate sangrento. Uma tropa composta por soldados violentos bem armados, para enfrentarem os habitantes indefesos do quilombo dos palmares, matando, ferindo e prendendo milhares de pessoas indefesas.  Entre os feridos o líder Zumbi, que mesmo ferido gravemente.  Conseguiu fugir para outra localidade chamada de morro dois irmãos.

Apesar das divergências entre historiadores quanto ao local exato da morte de Zumbi, há uma unanimidade em afirmar que foram na localidade do morro dois irmãos onde ocorreu a emboscada fatal. Após uma espúria traição de seu amigo Antonio Soares por uma promessa enganosa de liberdade. No dia 20/11/1695, Zumbir foi assassinado com aperfeiçoamento cruel e histórico pelo então, Capitão Furtado de Mendonça; das tropas do império, que o degolou e seu crânio colocado sal e levado como troféu ao governo do Recife. A sua cabeça foi exposta em praça pública para todos verem e temerem a valentia do governo imperial e do Recife. Contudo, estava mostrando que seria mais um governo covarde que utilizava seus capatazes para matar outros humanos indefesos e cometendo uma ignomínia aos outros seres humanos. Tudo Isto para servir de exemplo de intimidação para outros negros que tentasse organizar outro quilombo em qualquer parte do Brasil, a propósito de que a lenda temerosa, que se criou entre a população de que zumbi era imortal.
placa comemorativa aos 300 anos da morte de zumbi no dia nacional da consciência negra
Zumbi foi um grande líder livre do quilombo dos palmares. Como pessoa que nasceu e criou-se livre e por isso amparava a todos que conseguiam fugir da crueldade dos seus senhores e passavam a viver uma vida de paz e liberdade. Igual como viviam nas terras pátrias da África de onde foram: arrancados, roubados dos braços de seus familiares e vendidos para os senhores de engenhos e fazendeiros donos dos cafezais brasileiros na época do Brasil colônia no século XVII.

Há grandes divergências entre os historiadores em relação a número de escravos que eram acolhidos e habitavam neste quilombo o mais famoso e resistente contra a escravidão do Brasil. Todos viviam livres e lutavam para manter a liberdade.  O quilombo sem dúvida brotou entre os negros a essência da consciência negra de liberdade ampla e irrestrita que perdura até hoje. O quilombo dos palmares continua sendo um referencial histórico, para sedimentação da sonhada consciência negra plena no Brasil de hoje. A semente desta consciência absolutamente fora plantada no quilombo dos palmares e brotou um legado de lutas e organização consciente em defesa dos direitos sociais e por conquistas da nação brasileira.

Todos que moravam neste quilombo gozavam de plena liberdade durante um século aproximadamente. Onde predominaram vida comum e também grande lutas e convivência humanitária entre uma população que contabilizava em torno de aproximadamente entre 28 a 30 mil pessoas que gozavam da liberdade e um socialismo fraternal.

Portanto o dia da consciência negra no Brasil deve ser um dia para todos pensarem que desde o dia 13/05/1888 com a lei áurea assinada pela Princesa Isabel não eliminou o pré-conceito racial contra os nossos irmãos negros no Brasil. A exclusão social continua em todos os setores da sociedade. A violência policial é extremamente sem controle. O trabalho escravo continua nas empresas de agronegócios e outras empresas espalhadas por todo o país. Mesmo com a rigorosa fiscalização do ministério do trabalho. Há ainda grande exclusão no campo econômico, cultural e mesmo educacional. O sistema de cotas nas universidades está eliminando lentamente a desigualdade quanto ao número de vagas reservadas para os negros nas universidades federais. Uma vitória do movimento negro no Brasil. Neste dia 20 de novembro, onde relembramos o assassinato do zumbi do quilombo do palmares. É uma data para todos os brasileiros colaborarem para eliminar em nossa sociedade qualquer resquício de: pré-conceitos, discriminações, exclusões, escravidões e qualquer ação que tente contra a integridade física e moral dos nossos irmãos negros e de todos os brasileiros.
Todos são iguais e por isso exigimos: respeito, solidariedade e igualdade em tudo e entre todos.  Este dia da consciência negra no Brasil não deve cair no esquecimento às 23h59min do dia 20 de novembro de cada ano. Pelo contrário, deve ser relembrada, reavivada e respeitada todos os 365 dias de cada ano em nosso país. Pensem bem; habitamos em uma sociedade democrática e composta por uma linda miscigenação racial que forma a essência da população brasileira. E por isso mesmo, temos que ter em mente esta especial composição do nosso povo. Uma nação misturada que é a essência da “brasilidade” brasileira. Contudo e, sobretudo o respeito deve predominar juntas as pessoas para que a paz e a harmonia prevaleçam entre todos. O legado de lutar por liberdade, deixado por zumbir deve continuar vivo como energia para que a nação lutem por liberdade e igualdade e poro fim a qualquer espécie de discriminação entre todos os povos do Brasil e do mundo.

Nenhum comentário: